É do Fundão e só do Fundão. Comissão Europeia certifica a famosa cereja

É do Fundão e só do Fundão. Comissão Europeia certifica a famosa cereja

A ‘Cereja do Fundão’ é desde hoje um produto com Indicação Geográfica Protegida (IGP), segundo divulgou a Comissão Europeia, que aprovou o pedido português nesse sentido.

A área geográfica de produção da ‘Cereja do Fundão’ é circunscrita ao concelho do Fundão, distrito de Castelo Branco, às freguesias limítrofes a sul, de Louriçal do Campo e Lardosa (concelho de Castelo Branco), e a norte, às freguesias de Ferro e Peraboa (concelho de Covilhã).

Numa nota de imprensa, a Comissão Europeia salienta que a produção de cereja na região do Fundão “impulsionou a economia local, criando sete mil empregos numa década”.

A ‘Cereja do Fundão’ junta-se a uma lista de mais de 1.470 produtos e que está disponível na base de dados eAmbrosia.

O artigo foi publicado originalmente em SAPO 24.

Comente este artigo
Anterior BREXIT: With COVID-19 a prolongation of the transition period is a must
Próximo Preço da carne de frango aumentou 30% numa semana

Artigos relacionados

Nacional

FSC FRIDAY 2019 – Florestas para todos para sempre – 27 de setembro – Lisboa

Dia 27 de setembro de 2019, em Lisboa o Conselho de Manejo Florestal sediará o ‘FSC Friday’, um evento anual criado para aumentar a conscientização sobre o manejo florestal responsável. […]

Últimas

Caloiros realizam actividade solidária na Comunidade Vida e Paz

Tem lugar amanhã, 5 de Setembro, na Quinta do Centro da Tomada, na Venda do Pinheiro, uma actividade solidária da Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Católica Portuguesa (FCH-Católica) na Comunidade Vida e Paz. […]

Sugeridas

Marcelo promulgou as alterações ao Código do Trabalho sem dúvidas de constitucionalidade

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, promulgou hoje as alterações ao Código do Trabalho, considerando que a fundamentação do acórdão do Tribunal Constitucional de 2008 que ‘chumbou’ então o alargamento do período experimental não é válida neste caso. […]