DS Smith lança novas embalagens para o sector hortofrutícola

DS Smith lança novas embalagens para o sector hortofrutícola

A DS Smith, especializada em packaging sustentável, apresentou a sua nova linha de embalagens ECOVETE destinadas ao sector hortofrutícola, em cartão canelado.

«ECOVETE é uma nova e diferenciadora linha de embalagens eco-friendly, 100% reciclável, que se caracteriza por permitir um correcto acondicionamento e protecção do produto, graças à sua estrutura totalmente ajustada à realidade deste sector. Compatível com géneros alimentícios e com a particularidade de ser anti-humidade e anti-derrapante, esta nova linha de embalagens, de montagem mecanizada ou manual, oferece ainda múltiplas possibilidades de fecho e selagem e é de abertura fácil», explica a empresa em comunicado.

«A sustentabilidade e a inovação» estão assim patentes nestas embalagens em cartão canelado, «que se distinguem ainda por possibilitarem uma comunicação eficaz das marcas e do produto ao poderem ser impressas. A DS Smith continua neste sentido a desenvolver e produzir packaging do mais alto nível, suportada pelas suas equipas de especialistas em desenvolvimento estrutural e em impressão de alta qualidade sobre papéis estucados, com recurso a várias técnicas de impressão e a maquinaria de última geração das marcas mais prestigiadas do mercado».

Com o seu foco no cliente e dando resposta à necessidade global de substituição do plástico por soluções mais sustentáveis, esta nova linha de embalagens da DS Smith apresenta-se num variado conjunto de tamanhos e formatos que engloba desde as 250g até 1kg, em três gamas distintas – Premium, Retail y Bio.

Numa altura em que um crescente número de consumidores está a alterar os seus hábitos de compra de produtos frescos em função da respectiva embalagem, influenciados pelo seu impacto no meio ambiente, a DS Smith continua a apostar no cartão canelado, gerador de valor ao longo de todas as cadeias de fornecimento, «proporcionando embalagens mais sustentáveis e mais valorizadas».

Conheça melhor a nova linha na nossa edição de Dezembro.

O artigo foi publicado originalmente em Revista Frutas, Legumes e Flores.

Comente este artigo
Anterior "Gravidade" de crimes ambientais "tem de ser punida" pelos tribunais, diz ministro
Próximo Mau tempo: Confederação Nacional da Agricultura aponta “prejuízos sérios” nos pastos e critica “propaganda” do Governo

Artigos relacionados

Últimas

Produtores de carne alertam para “aumento significativo” do preço dos alimentos

Se os custos dos fatores de produção não baixarem, Portugal corre sérios riscos de aumentar ainda mais a sua dependência externa, pois existem produtores que já ponderam […]

Comunicados

A 1.ª edição da Digital Agrifood Summit Portugal termina com uma excelente participação internacional

Centenas de compradores internacionais de 61 países realizaram reuniões de negócios com as 74 empresas portuguesas que participaram na Cimeira Internacional Agroalimentar Digital (Digital Agrifood Summit Portugal), realizada entre 20 […]

Últimas

Agricultura de Conservação na preservação do solo e as ações da Syngenta

No âmbito do Dia Mundial do Solo, Gilberto Lopes, field expert da Syngenta, realizou uma apresentação na Universidade de Aveiro sobre o papel fundamental da Agricultura de Conservação na preservação do solo e as ações da Syngenta neste domínio. […]