Dekalb continua a trabalhar no aumento de performance  da cultura do milho

Dekalb continua a trabalhar no aumento de performance da cultura do milho

A Dekalb continua a desenvolver inúmeros trabalhos associados ao aumento de performance da cultura do milho, sempre com o foco na gestão e rentabilidade da cultura. Destacamos a agricultura digital, com o lançamento da ferramenta FieldView, disponível a qualquer agricultor com Smartphone ou Internet, que o ajuda no maneio da cultura ao nível do seu estado sanitário e gestão da própria rega do milho, assente em imagens de satélite com um poderoso algoritmo associado, vai fornecendo imagens contínuas e muito fáceis de interpretar. Outro aspeto não menos importante é o das densidades de sementeira, capítulo onde estamos a fazer ensaios de larga escala com densidade variável, em função das manchas de textura de solo, com a ajuda de semeadores de taxa variável. No entanto e para quem não possui este tipo de equipamento, já este ano estamos a aconselhar uma densidade ótima personalizada a cada agricultor, em função da textura do seu solo, histórico da parcela, data de sementeira e finalidade a que se destina o milho (grão/silagem). Assim sendo, no Mondego Agrícola vamos ter o prazer de apresentar toda esta tecnologia e, como não poderia deixar de ser, vamos dar um grande destaque à genética. No ensaio demostrativo temos quatro variedades: três de ciclo 500 e uma de ciclo 400. No primeiro segmento destacamos o DKC5741, como grande afirmação e provas dadas no mercado do Mondego e o novíssimo DKC6181. Apresentaremos também um pré-lançamento que tem por nome DKC6092 (ciclo 500), o qual apresentou excelentes resultados nos ensaios realizados nos dois últimos anos, não só em produção mas também com um excelente comportamento a nível sanitário, sendo por isso uma variedade a apostar na região. Também está presente no ensaio o nosso DKC5144, apresentando-se como um dos melhores no segmento ciclo 400.

José Luís Amaro
Responsável da Dekalb para Portugal

O artigo foi publicado originalmente em Voz do Campo.

Comente este artigo
Anterior 1.º Balanço de campanha de Citrinos. Alterações climáticas, água e sanidade no topo das preocupações
Próximo No ISA a forma de ensinar sobre olival e azeite está a mudar

Artigos relacionados

Últimas

1694 concessões em 10 anos. “Nunca seremos um grande produtor de patentes”

Em 2018, as entidades portugueses registaram 220 pedidos de patentes no Instituto Europeu de Patentes (EPO). Os dados divulgados esta semana revelam um crescimento de 46,7%. […]

Nacional

Info Day Promoção – Sessão Esclarecimento – 23 Fevereiro 2018 – Lisboa

O Gabinete de Planeamento, Políticas e Administração Geral, em parceria com o Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas IP promove no próximo dia 23 de Fevereiro, […]

Nacional

SORGAL marca presença na Feira Anual da Trofa e na AGRO Braga


A SORGAL, empresa do grupo Soja de Portugal, vai estar representada em duas das maiores feiras agropecuárias do país, […]