Declaração de Existências de Ovinos e Caprinos (DEOC) – Período obrigatório de janeiro 2021

Declaração de Existências de Ovinos e Caprinos (DEOC) – Período obrigatório de janeiro 2021

Os criadores de ovinos e caprinos estão obrigados a declarar em janeiro os animais que detêm, sob pena de receberem uma coima de, no mínimo, 100 euros, lembrou a Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV).

“Durante o mês de janeiro de 2021, todos os criadores de ovinos e caprinos ficam obrigados a declarar os animais detidos por marca de exploração a 31 de dezembro de 2020”, lê-se num aviso da DGAV.

Os criadores que não declararem os animais incorrem numa contraordenação punível com uma multa mínima de 100 euros.

Por outro lado, a ausência da declaração de existências implica a perda do direito de emissão de guias de circulação para a exploração e para o detentor, segundo o aviso assinado pela diretora-geral da DGAV, Susana Guedes Pombo.

A declaração de existência pode ser efetuada no portal do Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas (IFAP) ou nos departamentos dos serviços de alimentação e veterinária regionais, bem como nas entidades protocoladas com o IFAP, através da aplicação SNIRA. (Modelo 657/DGV).

Comente este artigo
Anterior Live-stream: Webinar de Comemoração do Dia Mundial do Solo
Próximo «Se tratarmos bem o solo, tudo nos será dado por acréscimo», Gabriela Cruz

Artigos relacionados

Sugeridas

Covid-19: Adegas Cooperativas do Dão com prejuízo de um milhão de euros neste semestre

O presidente da União das Adegas Cooperativas do Dão (UDACA), Fernando Figueiredo, estimou hoje um prejuízo superior a um milhão de euros no primeiro semestre deste ano devido à […]

Nacional

Municípios reclamam alterações na Proteção Civil para melhor articulação

A ANMP, reunida em congresso nacional, apresentou um relatório sobre o modelo de desenvolvimento para o país, onde defende que “se impõe” […]

Nacional

Adega de Monção antecipa pagamento de 3,4 milhões aos produtores

A Adega de Monção vai regularizar com duas semanas de antecedência o pagamento aos produtores de uvas, envolvendo uma verba a rondar os 3,4 milhões de euros, […]