Crédito Agrícola e a AGROINSIDER associam-se para apoiar a modernização da Agricultura

Crédito Agrícola e a AGROINSIDER associam-se para apoiar a modernização da Agricultura

O Crédito Agrícola estabeleceu uma parceria com a AGROINSIDER, uma empresa especialista em soluções inovadoras na área da agricultura de precisão, que utiliza tecnologia espacial (informação digital de satélites) para criar conhecimento agronómico aplicável na exploração agrícola.

O protocolo foi assinado ontem por Licínio Pina, presidente do Grupo Crédito Agrícola, José Maia Alexandre, Administrador Executivo do Crédito Agrícola, e José Rafael Marques da Silva, sócio-gerente da AGROINSIDER, nas instalações da Caixa Central, em Lisboa.

Com este protocolo, a AGROINSIDER passa a disponibilizar aos Clientes CA assessoria e aconselhamento técnico com um desconto de 40% sobre o custo de prestação do nível de serviço máximo assegurado, para o primeiro ano. Já o Crédito Agrícola oferece a possibilidade de financiamento na aquisição de serviços, através da vasta oferta que tem disponível para os seus Clientes.

As exigências da próxima PAC vão requerer parceiros credíveis no processo de digitalização da agricultura, nesse sentido, quer a AGROSINDER quer o Crédito Agrícola, encontram-se numa posição privilegiada para apoiar as empresas agrícolas neste percurso de inovação.

Esta parceria visa contribuir para a criação de valor acrescentado para os Clientes do CA, nomeadamente do segmento Agrícola, e contribuir para o desenvolvimento de uma dinâmica empresarial sustentável, eficiente e eficaz no espaço rural. Enquadra-se ainda no conceito que tem vindo a ser trabalhado pelo Crédito Agrícola em 2019, para a Agricultura: Produzir com precisão é colher com sucesso.

O artigo foi publicado originalmente em Gazeta Rural.

Comente este artigo
Anterior Governo dos Açores apoia com 200 mil euros projetos na área das ciências sociais
Próximo Caminhada pela floresta comemora Dia da Árvore em Aljustrel

Artigos relacionados

Últimas

Produtores de leite portugueses receberam menos 421ME do que a média da UE de 2010 a 2018


Os produtores de leite portugueses receberam menos 421,5 milhões de euros do que a média dos países da União Europeia, […]

Sugeridas

Curso de Técnicos de Organização de Cadeias de Abastecimento – 10 de Janeiro 2018 – Vila Verde

[Fonte: Rede Rural Ncional]
A ATAHCA – Associação de Desenvolvimento das Terras Altas do Homem Cávado e Ave, […]

Últimas

Más práticas no olival “nascido” do Alqueva são regra e não exceção – ZERO

As más práticas no cultivo de olival são a regra e não uma exceção no Alentejo, ao contrário do que defende o estudo recentemente divulgado pela EDIA, argumentou hoje um […]