Covid-19 leva a queda de 39,8% nas exportações em Abril de 2020. Apenas o agroalimentar cresceu

Covid-19 leva a queda de 39,8% nas exportações em Abril de 2020. Apenas o agroalimentar cresceu

Os efeitos da pandemia de Covid-19 sentiram-se também nas exportações nacionais. E muito. O confinamento obrigatório, o fecho da hotelaria e restauração deixou muitos empresários sem a possibilidade de escoarem os seus produtos. Resultado: em Abril de 2020, as exportações registaram variações homólogas nominais de -39,8% em Abril de 2020 (-12,7% em Março de 2020).

A única categoria de produtos a registar um aumento nas exportações (+0,3%) em Abril de 2020 foi a de produtos alimentares e bebidas, revela o Instituto Nacional de Estatística (INE), acrescentando que as importações caíram  39,1% (-11,6% em Março).

“Reflectindo os constrangimentos à actividade económica determinados pelas medidas de contenção à disseminação da pandemia Covid-19, quase todas as categorias de produtos apresentaram decréscimos significativos, destacando-se as exportações e importações de Material de transporte (-77,6% e -75,2%, respectivamente)”, refere o INE. Nas importações nenhuma categoria registou aumento.

Importações

Analisando os produtos importados relacionados com a pandemia Covid-19, verifica-se que estes produtos no seu conjunto registaram um acréscimo de 18,7% em Abril, principalmente provenientes da China (+1266,3%). Esta variação foi resultado do acréscimo das importações de equipamentos de protecção (+201,5%), que já tinham registado um aumento de 31,6% em Março.

Excluindo os Combustíveis e lubrificantes, as exportações e as importações diminuíram 38,8% e 37,9%, respectivamente (-13,0% e -12,5%, pela mesma ordem, em março de 2020).

Balança comercial

O défice da balança comercial de bens registou uma diminuição de 672 milhões de euros face ao mês homólogo de 2019, atingindo 1 131 milhões de euros em Abril de 2020. Excluindo os Combustíveis e lubrificantes, a balança comercial atingiu um saldo negativo de 879 milhões de euros, correspondente a uma diminuição do défice de 468 milhões de euros em relação a Abril de 2019.

No trimestre terminado em Abril de 2020, as exportações e as importações de bens diminuíram respectivamente 17,4% e 16,3% face ao trimestre terminado em Abril de 2019 (-3,1% e -4,1%, pela mesma ordem, no 1º trimestre de 2020). No total dos dois meses com efeitos da pandemia (Março e Abril de 2020) as exportações e as importações registaram reduções de 25,9% e 25,2%, respectivamente.

Agricultura e Mar Actual

O artigo foi publicado originalmente em Agricultura e Mar.

Comente este artigo
Anterior Cotações – Aves e Ovos – Informação Semanal – 1 a 7 Junho 2020
Próximo Nota informativa sobre a Estratégia de Biodiversidade da UE para 2030

Artigos relacionados

Nacional

DGAV faz formação sobre tratamento térmico de madeira de coníferas

A DGAV – Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária vai realizar, para técnicos responsáveis pelo tratamento térmico a madeira de pinho e a material de embalagem de madeira das Unidades Industriais de Tratamento de Madeira (UITM), […]

Nacional

Governo pede nova forma de calcular o risco de incêndio

Os fundos comunitários vão financiar uma nova Carta Nacional de Perigosidade de Incêndio com 300 mil euros. As candidaturas devem ser entregues até […]

Últimas

Projeto “produzir no campo, vender na cidade” – Lança Plataforma online “cultivar.pt”

A ADACB – Associação Distrital dos Agricultores de Castelo Branco, na qualidade de líder do projecto “produzir no campo, vender na cidade”, […]