Covid-19: “Há suficiente produção de leite para Portugal”

Covid-19: “Há suficiente produção de leite para Portugal”

Os agricultores estão a “trabalhar normalmente”, garante a Associação de Produtores de Leite de Portugal

A APROLEP – Associação de Produtores de Leite de Portugal garantiu, esta terça-feira, que “há suficiente produção de leite” no país para encarar as contingências provocadas pela Covid-19, assegurando que os agricultores estão a “trabalhar normalmente”.

“Temos suficiente produção de leite para Portugal. Não há motivos para preocupações. Apesar de algumas questões pontuais, estamos a trabalhar normalmente e temos suficiente alimento armazenado para os animais”, disse Carlos Neves, secretário-geral do organismo.

O dirigente admitiu alguns “constrangimentos” na aquisição de materiais necessários para a operacionalidade das explorações e no fornecimento de rações que complementem a alimentação dos animais, mas garantiu que, por enquanto, “tudo tem funcionado sem problemas”.

“No nosso caso, o teletrabalho não é possível. Por isso, temos transmitido aos nossos associados os cuidados que devem ter para evitar serem contaminados. Há muitas explorações familiares onde é preciso que todos continuem saudáveis para trabalhar”, disse Carlos Neves.

Nas recomendações feitas pela APROLEP é pedido aos agricultores que, entre outras coisas, “fiquem em casa, na vacaria e saiam apenas para ir aos campos ou qualquer deslocação indispensável”, “evitem visitas à vacaria de pessoas externas, exceto entregas de encomendas ou outras situais essenciais” e que “mantenham níveis seguros de ‘stock’ de rações, gasóleo, medicamentos veterinários e outros fatores de produção”.

Carlos Neves garantiu que as “empresas que fazem a recolham do leite também já estabeleceram normas ainda mais apertadas de higiene e segurança nas operações”, mas lembrou que o vírus “não se transmite pelos alimentos”.

“A Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos já assegurou que não há risco de contágio através do leite ou quaisquer outros alimentos. Além disso, o leite UHT vulgarmente consumido pelos portugueses é pasteurizado, levando um tratamento térmico. Sentimos que as pessoas continuam a perceber que o leite é um alimento essencial e seguro”, sublinhou o dirigente.

No caso de produção de leite de vaca, as explorações têm trabalhado para satisfazer os pedidos das fábricas e supermercados face à maior procura dos consumidores nos últimos dias, mas disse ter conhecimento que no caso do leite de ovelha e cabra tem havido uma quebra.

“Sei que algumas dessas explorações reduziram a produção porque as queijarias que trabalham para a restauração já não estão a vender tanto”, partilhou.

Carlos Neves disse, ainda, que APROLEP está em permanência a acompanhar o que acontece com o setor do leite em países como Itália ou Espanha, que foram mais afetados pela propagação do novo coronavírus, e vincou que a maior preocupação da associação “está a ser proteger a saúde dos agricultores, a maior parte já com alguma idade”.

O coronavírus responsável pela pandemia da Covid-19 infetou cerca de 170 mil pessoas, das quais 6.850 morreram.

Das pessoas infetadas em todo o mundo, mais de 75 mil recuperaram da doença.

O surto começou na China, em dezembro, e espalhou-se por mais de 140 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Portugal registou na segunda-feira a primeira morte, anunciou a ministra da Saúde, Marta Temido.

Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, até segunda-feira havia 331 pessoas infetadas. Dos casos confirmados, 192 estão a recuperar em casa e 139 estão internados, 18 dos quais em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI).

Das pessoas infetadas em Portugal, três recuperaram.

Continue a ler este artigo no Dinheiro Vivo.

Comente este artigo
Anterior Oferta de emprego - Comercial - Engenheiro Agrónomo
Próximo SKIN divulga folheto interativo sobre Circuitos Curtos Agroalimentares

Artigos relacionados

Notícias mercados

Agricultores rendem-se à produção de frutas e legumes

Superfície agrícola dedicada às hortícolas e à produção de frutos pequenos, subtropicais e secos disparou na última década em Portugal, de acordo com o INE […]

Nacional

Vinhos do Tejo na Polónia: aposta na promoção faz triplicar as vendas

A Polónia é um dos países que a Comissão Vitivinícola Regional do Tejo (CVR Tejo) identificou como prioritários para a exportação dos Vinhos do Tejo. […]

Sugeridas

Empresa portuguesa recebe convite do Governo Chileno para estabelecer operação na América latina num setor considerado estratégico

Esta startup do fundão financiada pela Portugal Ventures desenvolveu uma plataforma de IOT (internet of things) muito robusta e poderosa.