Cotações – Produtos Hortícolas – 19 a 25 de abril 2021

Cotações – Produtos Hortícolas – 19 a 25 de abril 2021

Agrião – Na região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, a oferta foi suficiente para a procura média. Escoamento sem dificuldades.

Cotações estáveis.

Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta e a procura foram baixas. Menor disponibilidade e qualidade de produto (a espigar).

Aproxima-se o fim da campanha. Cotações estáveis.

Alface – Na região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, registou-se uma subida da cotação máxima para a alface frisada. A oferta foi média e equilibrou a procura. Escoamento sem dificuldades. Exportação de produto para Espanha.

Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta de alface de estufa foi regular e a procura ligeiramente inferior. Menor disponibilidade.

A oferta de alface de ar livre ainda foi baixa. Cotações sem alterações.

No Algarve, a oferta de alface frisada de estufa foi média/baixa e equilibrou a procura. Cotações estáveis. Escoamento regular. Boa qualidade do produto.

Alho-francês – Na região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, as cotações não se alteraram. A oferta foi suficiente para a procura média.

Escoamento sem dificuldades.

Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta foi fraca. Pouca disponibilidade. Qualidade a diminuir (a grelar). A procura esteve regular a ligeiramente fraca. Cotações estáveis.

No Algarve, as cotações mantiveram-se estáveis. A oferta e a procura foram fracas. Escoamento fraco. Boa qualidade comercial.

Batata-doce – No Alentejo, na área de mercado Odemira, a oferta manteve-se baixa e a procura média. Produto de boa qualidade. Cotações estáveis.

No Algarve, a oferta foi baixa porque os stocks estão a terminar. Cotações estáveis.

Batata de Conservação – Na Região Centro, na área de mercado Guarda, a procura continua quase nula. Oferta média. Cotações estáveis.

Batata Nova – Na região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, as cotações não se alteraram. Boa qualidade e boa procura e sem grande dificuldade de escoamento. Concorrência de produto importado de França.

Na Região Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado Península de Setúbal, a oferta foi média e a procura baixa. Cotações estáveis.

No Algarve, a procura foi ligeiramente baixa suficiente para a procura. Cotações sem alterações. O escoamento efetuou-se “aos poucos” devido à concorrência de produto de outras regiões.

Beterraba – Na Região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, as cotações valorizaram devido à redução da oferta. Procura média.

Escoamento sem dificuldades.

Cebola Temporã – Na região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, as cotações desvalorizaram devido ao aumento da oferta. A oferta foi suficiente para a procura média. Escoamento sem dificuldades. Concorrência de cebola de Espanha.

Na Região Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado Península de Setúbal, a oferta de cebola da nova campanha tem aumentado e as cotações desvalorizaram. A procura esteve média.

Cenoura – Na Região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, a cotação mais frequente desceu devido ao aumento da oferta. A oferta foi suficiente para a procura média. Escoamento sem dificuldades.

Na Região de Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado Península de Setúbal, as cotações desceram devido ao aumento da oferta. Procura média.

Na área de mercado, Ribatejo, a oferta aumentou e a procura diminuiu. Descida das cotações.

Couves – Na Região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, registou-se uma descida da cotação mais frequente para a couve penca e da cotação máxima e da mais frequente da couve repolho tipo coração, devido ao aumento da oferta. A procura esteve média. Sem dificuldades de escoamento.

Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta foi regular para a couve “Lombardo” e “Repolho Tipo Coração” e regular a fraca para a couve “Portuguesa”. A procura esteve fraca. Descida da cotação mínima da couve “tipo Coração” e descida das cotações da couve “Portuguesa”.

Couve “Brócolos” – Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta foi média/baixa e a procura baixa. Descida das cotações. No Algarve, a oferta foi fraca e a procura ligeiramente superior. Cotações estáveis. Boa qualidade e escoamento regular.

Couve-Flor – Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta foi regular a fraca e a procura baixa. Cotações sem alterações.

Curgete – Na Região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, as cotações desceram devido a uma maior oferta. Escoamento sem dificuldades. Concorrência de produto espanhol.

No Algarve, a oferta foi média/baixa e a procura também. Escoamento regular. Cotações estáveis. Concorrência de produto de outras regiões.

Ervilha Grão – No Algarve, a oferta equilibrou a procura baixa. Escoamento pontual. Cotações estáveis. Grãos com fraca qualidade.

Espinafre – Na Região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, a cotação máxima desceu. A oferta foi média, suficiente para a procura. O escoamento efetuou-se sem dificuldades.

Na Região Centro, na área de mercado Beira litoral, a oferta foi média e a procura fraca. Cotações estáveis.

Fava – No algarve, a oferta foi média e a procura baixa. Escoamento fraco. Descida das cotações devido à fraca qualidade do grão

Feijão-Verde – Na Região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, iniciou-se a campanha de produção e comercialização do feijão-verde com a oferta média/baixa e a procura média. Escoamento sem dificuldades. Presença de produto importado de Marrocos.

No Algarve, a foi baixa e a procura ligeiramente superior. Cotações estáveis. Escoamento regular. Concorrência de produto importado (Marrocos).

Grelo de Nabo – Na Região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, a cotação mínima e máxima desceram. A oferta foi suficiente para a procura média. Escoamento sem dificuldades.

Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta foi regular a ligeiramente fraca e tem aumentado devido à pluviosidade. Procura média/baixa. Descida da cotação mínima. Exportação de produto. Aproxima-se o fim da campanha.

Nabiça – Na Região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, as cotações não se alteraram. A oferta foi suficiente para a procura média.

Escoamento sem dificuldades.

Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta foi fraca. Pouca disponibilidade. A procura esteve ligeiramente fraca. Descida da cotação máxima.

Nabo – Na Região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, a cotação mínima e a mais frequente desceram devido ao aumento da oferta. A procura esteve média e o escoamento efetuou-se sem dificuldades.

Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta e a procura foram baixas. Subida da cotação mínima e descida da máxima. Diminuição de qualidade

Pepino – Na Região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, a as cotações desceram devido à redução da oferta. Boa procura e sem dificuldades de escoamento.

No Algarve, a oferta equilibrou a procura média. Cotações estáveis. Escoamento regular.

Pimento – No Algarve, a oferta de pimento verde foi baixa e a procura ligeiramente superior. Boa qualidade do produto. Cotações estáveis.

Escoamento regular. Oferta de pimento vermelho a 2,20€/kg.

Plantas Aromáticas/Condimentares – No Algarve, a oferta e a procura foram fracas para salsa frisada, manjericão, cebolinho, tomilho e rúcula em molhos de 300 gr a 1.00 €/Molho. A oferta e a procura foram baixas para os coentros, salsa e hortelã em molhos de 0,5 kg a 1.00 €/Molho e com 1 kg a 2.00 €/Molho, grelos 0,5 Kg a 1€/Molho e orégãos 0,5 Kg a 8€. O escoamento efetuou-se “aos pouco” devido ao encerramento de restaurantes.

Tomate – No Algarve, a oferta e a procura de tomate “cacho” foram baixas. Escoamento pontual. A oferta do tomate “sulcado e alongado” foi média e equilibrou a procura. Escoamento regular. Cotações estáveis para todo o produto.

 

→ Aceda aqui às cotações ←

 

Comente este artigo
Anterior Ministro do Ambiente defende mais controlo no licenciamento de explorações intensivas
Próximo Relatório semanal de acompanhamento dos mercados do setor da agricultura (Covid-19) - 16

Artigos relacionados

Nacional

Mais de 1.200 animais já assistidos ou medicados após incêndios

Em comunicado, a cooperativa refere que, além das 64 pessoas que morreram e dos mais de 200 feridos, estes incêndios atingiram “outros bens materiais e animais, […]

Nacional

Angola pode ser uma potência agrícola no continente africano – João Lourenço

O Presidente de Angola, João Lourenço, disse hoje que o país tem condições para ser uma potência agrícola no continente africano, mas falta “formar o homem”. […]

Nacional

Bombeiros profissionais voltam a manifestar-se nas ruas de Lisboa

Os Bombeiros Profissionais voltam a manifestar-se nas ruas de Lisboa. É uma derradeira tentativa para influenciar diplomas que o Governo tem praticamente fechados, […]