Cotações – Frutos Secos e Secados – Informação Semanal – 16 a 22 Novembro 2020

Cotações – Frutos Secos e Secados – Informação Semanal – 16 a 22 Novembro 2020

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas

Mercados de produção

Alfarroba – No Algarve, a oferta de alfarroba “inteira” foi média e a procura também. O escoamento encontra-se regular. A oferta pela alfarroba “grainha” foi suficiente para a procura média. Escoamento regular. Descida da cotação máxima.

A oferta de alfarroba “triturado grosso” foi suficiente para a procura baixa. Boa qualidade do produto. Escoamento fraco devido à concorrência de produto de Espanha e Marrocos. Descida das cotações.

Amêndoa – Na região Norte, na área de mercado Douro, o volume de transacções da amêndoa foi inferior porque a oferta e a procura foram menos acentuadas. Descida das cotações da amêndoa sem casca. No Algarve, a oferta e a procura foram médias. Concorrência do miolo espanhol, francês e americano, com preços 5.00/5.20 €/Kg. Escoamento fraco. Descida da cotação máxima da amêndoa sem casca.

Avelã – Na Região Centro, na área de mercado Viseu, a oferta foi nula e damos por terminada a campanha deste produto.

Noz – Na Região Norte, na área de mercado Bragança, o volume de transacções foi idêntico à semana anterior porque a oferta e a procura não se alteraram. A campanha de comercialização encontra-se na situação de plena. Não se verificaram dificuldades na comercialização deste produto que foi efectuado através dos mesmos circuitos comerciais do ano anterior, uma vez que a procura é superior à oferta. Cotações estáveis. Boa qualidade comercial.

Na área de mercado Mirandela, as transacções deste produto foram idênticas à semana anterior porque a oferta e a procura mantiveram-se equilibradas e médias. Não se verificaram dificuldades na comercialização deste produto. Cotações estáveis. Boa qualidade comercial.

Pinhão – No Alentejo, na área de mercado Alentejo Litoral, as cotações mantiveram-se estáveis. A alta valorização do pinhão deve-se ao aumento da procura interna e externa. A oferta foi média/baixa e a procura média/alta. Qualidade excelente.

Mercados abastecedores

Mercado Abastecedor da Região de Lisboa, MARL – Oferta significativa de frutos secos e secados, tanto de origem nacional como do exterior. A procura melhorou, e incidiu na avelã, figos, nozes e pinhão.

Mercado Abastecedor do Porto, MAP – Começou a aparecer em quantidade suficiente a amêndoa, avelã, figo seco, noz e pinhão nacional, figo seco de Espanha, noz importada do Chile e de França. Cotações estabilizadas.

Todas as cotações aqui.

O artigo foi publicado originalmente em Agricultura e Mar.

Comente este artigo
Anterior Biomassa florestal ganha peso na energia
Próximo Cotações – Frutos Frescos em Modo de Produção Biológico – Informação Semanal – 16 a 22 Novembro 2020

Artigos relacionados

Nacional

Laboratório para proteção de culturas de Elvas com obras de 2,4ME

As obras do novo espaço do Laboratório Colaborativo InnovPlantProtect (InPP) de Elvas (Portalegre) devem ficar concluídas em julho, num investimento superior a 2,4 milhões […]

Nacional

Cristas critica governo que “faz pouco ou nada pelo mundo rural”

Foi com sorriso aberto que Assunção Cristas chegou à Herdade Vale da Rosa. Não se esquece de um dos sítios onde foi feliz. […]

Nacional

Produtores de milho de Portugal concentraram-se em Coruche que “tem condições ideais” para promover o sector

A Estação Experimental António Teixeira, em Coruche, recebeu esta terça-feira, 28 de Setembro, o dia de campo da Anpromis – Associação Nacional dos Produtores de Milho […]