Cotações – Frutos Frescos e Secos – 19 a 25 de abril 2021

Cotações – Frutos Frescos e Secos – 19 a 25 de abril 2021

Frutos Frescos

Abacate – No Algarve, a oferta de abacate “Reed” e “Tipo Hass” foi média. Procura média/baixa. Produto com boa qualidade e boa apresentação. Escoamento regular. Cotações estáveis.

Amora – No Alentejo, na área de mercado Odemira, a produção tem aumentado e a tendência dos preços é de descida, para estimular a procura. Descida ligeira das cotações.

Framboesa – No Alentejo, na área de mercado Odemira, a produção tem aumentado e a tendência dos preços é de descida, para estimular a procura. Descida das cotações.

Na Região lisboa e vale do Tejo, na área de mercado Península de Setúbal, iniciou-se a campanha de produção e comercialização, com a oferta média equilibrada com a procura. Concorrência de produto espanhol com volume superior ao nacional.

No Algarve, a oferta de framboesa, categoria I, para exportação, foi média e equilibrou a procura. Escoamento regular. Cotações estáveis. O produto para consumo nacional foi médio e a procura também. Cotações estáveis.

Kiwi – Na Região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, a oferta foi suficiente para a procura média/alta. Escoamento sem dificuldades. Cotações estáveis. Saída de Kiwi para Espanha e concorrência de produto importado, da Grécia e da Itália.

Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta foi suficiente para a procura média. Cotações estáveis. Escoamento fluído.

Laranja – No Algarve, a oferta de laranja “Lanelate” foi suficiente para a procura média. Cotações estáveis. Boa qualidade do produto.

Escoamento regular.

Limão – Na Região Centro, na área de mercado, Montes da Senhora, a oferta de limão foi média (grande parte da produção ficou estragada, devido ao frio verificado em janeiro) e a procura melhorou e esteve média. Subida das cotações mais frequentes, nos

diferentes calibres e sem calibre. Exportação de produto para França .

No Algarve, a oferta manteve-se média/baixa e foi suficiente para a procura. Escoamento regular. Cotações estáveis. Boa qualidade do produto.

Maçã – Na Região Norte, na área de mercado Douro Sul, a semana foi caraterizada por uma ligeira subida de vendas em relação à semana anterior. A procura de maçã da região continua muito ativa nas transações para o mercado nacional e estrangeiro, principalmente para Espanha e América do Sul. A oferta foi média e a procura média/alta em algumas variedades como a “Golden”. Oferta escassa de maçã “Reineta” e “Royal Gala”. Cotações estáveis. Presença de maçã estrangeira nas grandes superfícies.

Na área de mercado Leiria, a oferta tem diminuído e a procura também. Boa qualidade comercial. Descida das cotações máximas e das mais frequentes na variedade Fuji. A maçã da variedade Jonagored acabou.

Na Região do Ribatejo e Oeste, na área de mercado Oeste, a oferta continuou a satisfazer a procura média. Oscilações nas cotações. Meloa – No Algarve, a oferta foi média e a procura ligeiramente inferior. Escoamento regular. Descida das cotações da meloa grada/media e da cotação mínima da meloa pequena. Produto de razoável qualidade. Concorrência de produto espanhol e marroquino.

Morango – Na região Norte, na área de mercado Macedo de Cavaleiros, iniciou-se a campanha de produção e comercialização do morango, com um volume de transações ainda pouco significativo porque os morangais só agora começaram a produzir. A campanha de produção está um pouco atrasada em relação ao ano anterior devido à descida das temperaturas durante a noite. A comercialização está a ser efetuada através das grandes superfícies locais. Escoamento sem dificuldades porque a oferta ainda foi baixa e a procura superior (média/baixa). Em relação ao ano anterior e no início da campanha de comercialização, o valor das cotações mais frequentes do morango, calibre grado e médio, foi sensivelmente idêntico. Concorrência de produto importado, mas em pequenas quantidades, nas grandes superfícies.

Na Região Centro, na área de mercado Litoral Centro, a oferta foi média. Menor disponibilidade de produto. A procura esteve regular a forte, para esta época do ano. Menor concorrência de produto espanhol e o morango nacional com qualidade é facilmente escoado. Valorização significativa do morango comercializado em caixas e da cotação mínima do morango comercializado em cuvetes de 500 g. No Alentejo, na área de mercado Odemira, as cotações do morango subiram devido à redução da oferta e ao aumento da procura. Boa qualidade do produto.

Na Região Ribatejo Oeste, na área de mercado Península de Setúbal, a oferta foi alta e a procura média. Concorrência de produto espanhol. Cotações estáveis.

Na área de mercado Oeste, a oferta tem aumentado e a procura manteve-se alta. Boa qualidade do produto. Subida ligeira da cotação do morango grado comercializado em cuvetes.

No Algarve, a oferta foi suficiente para a procura média. Produto de qualidade média. Escoamento regular. Cotações estáveis.

Nêspera – No Algarve, a oferta foi média/baixa e equilibrou a procura. Produto com razoável qualidade. Escoamento fraco. Descida da cotação mais frequente.

Pera – Na área de mercado Leiria, a oferta foi baixa e a procura média/baixa. Qualidade média. Cotações estáveis.

Na Região do Ribatejo e Oeste, na área de mercado Oeste, a procura continuou alta. Oscilações nas cotações da pera “Rocha”.

Tangerina – No Algarve, a oferta e a procura de tangerina “Ortanique” continuaram baixas. Produto de média qualidade e escoamento pontual. Cotações sem alterações. A oferta de tangerina “Encore” foi média e suficiente para a procura. Produto de qualidade média. Escoamento regular. Cotações estáveis.

Modo de Produção Biológica

Citrinos – Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta de limão e laranja foi muito reduzida e a procura manteve-se regular. Cotações estáveis. Boa qualidade do produto.

Morango – Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta foi regular e tem aumentado, apesar do tempo instável.

Procura regular. Cotações estáveis e altas.

Na Região do Ribatejo Oeste, na área de mercado Península de Setúbal, a oferta de morango de modo de produção biológico continuou baixa e a procura média, normal para esta época. Cotações estáveis. Boa qualidade.

Frutos Secos e Secados

Alfarroba – No Algarve, a oferta de alfarroba “inteira” foi média e a procura alta. Cotações estabilizadas. Bom escoamento. A oferta e a procura da alfarroba “grainha” mantiveram-se altas. Bom escoamento. Cotações estáveis. A oferta de alfarroba “triturado grosso” foi superior à procura baixa. Boa qualidade do produto. Escoamento fraco devido à concorrência de produto de Espanha e Marrocos. Cotações estáveis.

Amêndoa – Na região Norte, na área de mercado Douro, o volume de transações foi inferior em cerca de 50% e já com pouco significado. A oferta foi quase nula e a procura baixa. Cotações estáveis.

No Algarve, a oferta foi baixa e a procura média. Concorrência do miolo espanhol, francês e americano, com preços 5.00/5.20 €/Kg (mais baixos). Cotações estáveis.

Pinhão – No Alentejo, na área de mercado Alentejo Litoral, a oferta de pinhão foi média e a procura média/alta. Boa qualidade do produto. Cotações estáveis.

→ Aceda aqui às cotações ←

Comente este artigo
Anterior Inseto da Austrália reduz potencial invasor da acácia-de-espigas em Portugal
Próximo Cotações - Bovinos - 19 a 25 de abril 2021

Artigos relacionados

Últimas

PWD, a nova empresa que junta produtores de vinho para a conquista do oriente a pensar na geopolítica mundial

Poças, Herdade do Rocim e Casa Cadaval criaram um mapa de vinhos de Portugal para asiático ver, conhecer e beber. “É uma aventura em plena pandemia” para dar gás ao negócio […]

Comunicados

PAGAMENTOS OUTUBRO 2019

PAGAMENTOS OUTUBRO 2019
No dia 31 de outubro de 2019, o IFAP procedeu a pagamentos*, num montante total de cerca de 481,9  […]

Nacional

É o método produtivo que é sustentável, senhoras e senhores! Não o produto. – João L. Barroso

Com pouco alarido foi lançado em 2015 o Programa de Sustentabilidade dos Vinhos do Alentejo (PSVA), uma iniciativa de adesão voluntária p