Cotações – Bovinos – Informação Semanal – 8 a 14 Julho 2019

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas

As cotações médias nacionais os novilhos de 12 a 24 meses de raça Turina e cruzado de Charolês, sofreram uma descida nas cotações de 3 cêntimos/Kg, as novilhas de 12 a 24 meses cruzado de Charolês desceram 5 cêntimos/ Kg e as novilhas de 12 a 24 meses de raça Turina desceram 4 cêntimos/Kg.

Entre Douro e Minho

Na região do Entre Douro e Minho a oferta e a procura de bovinos foram médias e equilibradas. Nas duas áreas de mercado desta região, Entre Douro e Minho e Ribadouro, as cotações pautaram-se pela estabilidade em relação à semana anterior.

Beira Litoral

Na Beira Litoral a oferta e a procura de bovinos foram fracas, em todas as áreas de mercado Viseu, Coimbra e Aveiro. Mantendo-se estáveis as cotações em todas as categorias e áreas de mercado, em relação à semana anterior.

Na Beira Interior a oferta de bovinos foi abundante na área de mercado de Castelo Branco e Guarda, a procura foi média em ambas as áreas de mercado Castelo Branco e Guarda. As cotações mantiveram-se estáveis em relação à semana anterior.

Ribatejo e Oeste

No Ribatejo e Oeste, na área de mercado do Ribatejo, a oferta foi média e a procura foi baixa. As cotações das novilhas/os de 12 a 24 meses de raça Turina desceram 10 cêntimos/Kg na cotação mínima, 5 cêntimos/Kg na cotação máxima e 15 cêntimos/Kg na cotação mais frequente.

Os novilhos de 12 a 24 meses cruzado de Charolês desceu 5 cêntimos/Kg na cotação mínima, 5 cêntimos/Kg na cotação máxima e 10 cêntimos/Kg na cotação mais frequente. Nas restantes categorias e áreas de mercado as cotações mantiveram-se estáveis , em relação à semana anterior.

Alentejo

No Alentejo a oferta e a procura de bovinos foram médias nas áreas de mercado de Elvas, Beja, Estremoz e Alentejo Litoral. Na área de mercado do Alentejo Norte e Évora a oferta foi média e a procura animada.

Na área de mercado de Évora as novilhas de 12 a 24 meses cruzado de Charolês desceu 3 cêntimos/Kg na cotação mais frequente, as vacas de abate cruzado de Charolês desceu 10 cêntimos/Kg na cotação máxima, os vitelos de 6 a 8 meses cruzado de Charolês houve uma descida de 5 cêntimos/Kg na cotação mais frequente e nas vitelas de 6 a 8 meses cruzado de Charolês desceu 5 cêntimos/Kg na cotação máxima.

Área de mercado de Beja

Na área de mercado de Beja as vitelas de 6 a 8 meses cruzado de Charolês desceu 10 cêntimos/Kg na cotação mais frequente, os vitelões macho de 8 a 12 meses cruzado de Charolês desceram 100 EUR./UNID. na cotação minima, 100 EUR./UNID. na cotação máxima e 120 EUR. / UNID. na cotação mais frequente.

Os vitelos de 6 a 8 meses cruzado de Charolês desceu 19 cêntimos/Kg na cotação minima, 30 cêntimos/Kg na cotação máxima e menos 10 cêntimos/Kg na cotação mais frequente. Verificando-se manutenção das cotações nas restantes categorias e áreas de mercado.

A tendência da Bolsa do Bovino foi de manutenção das cotações em todas as categorias.

Todas as cotações aqui.

Agricultura e Mar Actual

O artigo foi publicado originalmente em Agricultura e Mar - Cotações.

Comente este artigo
Anterior Fome no mundo continua a crescer e em 2018 afetou mais de 821 milhões de pessoas
Próximo “Quem teima em investir no interior tem de assumir a dose de loucura”

Artigos relacionados

Cotações PT

Cotações – Azeite e Azeitona – Informação Semanal – 2 a 8 Dezembro 2019

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas
Azeitona de mesa
Estima-se para a campanha em curso um volume de produção superior ao da campanha anterior. […]

Últimas

PRR: Partidos questionam estratégia para agricultura mas Governo contesta

Todos os partidos, à exceção do PS, mostraram-se hoje preocupados com a estratégia do Governo para a agricultura, […]