Cotações – Bovinos – 29 de março a 4 de abril 2021

Cotações – Bovinos – 29 de março a 4 de abril 2021

As cotações mais frequentes, de novilhas e de novilhos, 12 a 24 meses, não se alteraram.

Na região Trás-os-Montes, nas áreas de mercado Terra Fria e Alto Tâmega a oferta foi média/alta e a procura média/baixa.

Dificuldade no escoamento de bovinos devido ao consumo muito baixo. Na área de mercado Alto Tâmega a pandemia só tem atrasado a saída de animais de talho.

Continuou a não se verificar qualquer influência de trocas comerciais com outros países no funcionamento do mercado.

Nesta região as cotações não se alteraram.

Na região Entre Douro e Minho, nas áreas de mercado Entre Douro e Minho Regional, Entre Douro e Minho e Ribadouro a oferta e a procura foram médias.

Escoamento lento devido ao baixo consumo e ao encerramento de canais habituais. Continuou a existir concorrência de produto importado, sobretudo, de Espanha a preços inferiores. As vacas de abate refugo continuaram a ser exportadas para Espanha.

Houve manutenção de cotações em todas as áreas de mercado.

Na região Beira Litoral, nas áreas de mercado Beira Litoral Regional, Aveiro e Coimbra, a oferta foi baixa e a procura foi média/baixa.

Na semana que antecedeu a Páscoa, a procura de animais de abate melhorou um pouco, mas não como nos anos anteriores, por causa da proibição de circular entre concelhos e porque o canal HORECA continuou com restrições. A oferta manteve-se insuficiente para satisfazer o mercado regional. Os operadores deslocaram-se a outras regiões para se abastecerem. Os preços não registaram alterações.

Manutenção de cotações nas três áreas de mercado.

Na região Beira Interior, nas áreas de mercado Beira Interior Regional, Castelo Branco e Guarda, as ofertas foram médias/altas e as procuras foram médias.

Na semana em análise, a oferta permaneceu média/alta e a procura média, isto é, a oferta foi forte para uma procura regular ou normal, apesar das restrições impostas pelo estado de emergência para conter a pandemia.

Devido ao encerramento dos restaurantes, os produtores que vendiam para os restaurantes, continuaram a vender, mas em menor quantidade.

Na área de mercado Castelo Branco, os produtores que tinham contrato com as Grandes Superfícies continuaram a entregar as peças contratualizadas.

Na área de mercado Guarda, as compras e importação, de Espanha continuaram a ter uma forte influência na cotação de bovinos na Região.

Manutenção de cotações dos diferentes produtos de origem bovina em todas as áreas de mercado.

Na região Ribatejo e Oeste, nas áreas de mercado Ribatejo Oeste Regional e Ribatejo, a oferta e a procura, foram médias e continuaram equilibradas.

As cotações dos diferentes produtos de origem bovina não se alteraram nas áreas de mercado da região.

Na região Alentejo, nas áreas de mercado Alentejo Norte e Elvas a oferta foi média e a procura foi média/baixa. Nas áreas de mercado Évora, Estremoz, Beja e Alentejo Litoral a oferta e a procura foram médias.

Na área de mercado, Beja, as cotações máximas e mais frequentes, de vitela e vitelo, 6 a 8 meses, cruzados Charolês, aumentaram 0,10 €/kg Peso Vivo, a cotação mínima de vitela, também, subiu o mesmo valor.

Exceto as referidas, houve manutenção de cotações de todos os produtos, em todas as áreas de mercado.

→ Aceda aqui às cotações ←

Comente este artigo
Anterior O papel determinante que a Floresta terá no futuro do nosso País
Próximo Fornos de Algodres faz balanço positivo da Feira Digital do Queijo Serra da Estrela

Artigos relacionados

Nacional

Meios de combate aos incêndios são reforçados com desafio simultâneo de resposta à covid-19

A Diretiva Operacional Nacional (DON), que estabelece o dispositivo especial de combate a incêndios rurais (DECIR) para este ano, indica que, […]

Cotações PT

Cotações – Suínos – Informação Semanal – 7 a 13 Outubro 2019

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas
Deu-se um ligeiro decréscimo da cotação média nacional do porco classe S em relação à […]

Últimas

Produção experimental de chá branco nos Açores desperta interesse internacional

O secretário Regional da Agricultura e Florestas revelou que a produção experimental de chá branco levada a cabo pelo Serviço de Desenvolvimento Agrário de São Miguel (SDASM) está […]