Comunicado da administração da AGROS à comunicação social

Comunicado da administração da AGROS à comunicação social

Confrontada com a manifestação dos Produtores de Leite ocorrida ontem, quinta-feira, 9 de agosto, no Porto, entende a AGROS prestar os seguintes esclarecimentos:

  1. A LACTOGAL foi constituída com o intuito de fundir as sinergias das três Cooperativas fundadoras numa única estrutura profissional centralizada, visando canalizar a mais-valia da sua atividade para os Produtores;
  2. A LACTOGAL foi fundada por Produtores de Leite para Produtores de Leite;
  3. Em coerência com os desígnios dos fundadores, a AGROS não poderia deixar de manifestar publicamente o seu desagrado pelos avultados lucros que a LACTOGAL teve nos últimos anos, pois estamos perante uma empresa de raízes Cooperativas em que o lucro não pode ser só o seu objetivo;
  4. De facto, é exigível que a sua gestão alcance resultados positivos e sustentados, não obstante, não podemos deixar de olhar para a razão da existência da LACTOGAL: os Produtores e dar-lhes a mão nestes momentos difíceis que o setor atravessa;
  5. É uma contradição comunicar medidas para reduzir o volume de leite recolhido pela LACTOGAL, com o fundamento da valorização da matéria-prima, e em simultâneo anunciar uma descida do preço pago por litro de leite;
  6. Por a AGROS ser coerente com os seus princípios, por a AGROS não aceitar estas contradições, por sermos Produtores de Leite todos os dias da semana e não alguns, fomos contra a proposta da LACTOGAL de redução do preço pago por litro de leite em 1 cêntimo;
  7. Não podemos deixar de demonstrar a nossa solidariedade para com aqueles que se manifestaram contra a descida do preço do leite pois sabemos dos sacrifícios que os Produtores de Leite passam para manter as suas explorações nestes momentos tão difíceis;
  8. Por acreditarmos que a redução do preço pago por litro de leite foi uma medida tomada sem a devida ponderação das suas repercussões, por acreditarmos que podemos e devemos reduzir os lucros mediante a valorização do preço pago, por acreditarmos que é possível fazer mais e melhor pelos Produtores: convocamos uma reunião do Conselho de Administração da LACTOGAL para que seja deliberado a manutenção do preço do leite, com o intuito de ficar sem efeito a redução em 1 cêntimo;
  9. Sabemos dos sacrifícios que se avizinham, sabemos das dificuldades do setor mas também sabemos que temos que assumir essas responsabilidades, esses desafios e tomar a liderança nas soluções, pois estas organizações foram constituídas para estes momentos difíceis;
  10. O futuro das Organizações depende das lideranças saberem enfrentar cada dificuldade como um novo desafio, encontrando as soluções de forma a conseguir sair ainda mais fortes, sendo que para esse desiderato é necessário ter em cada momento a capacidade de dar espaço àqueles que querem mais;
  11. Acreditamos que, tal como a nossa história já o demonstrou, juntos podemos fazer mais e melhor pelo setor do leite e seremos capazes de encontrar as melhores soluções para o futuro da LACTOGAL, que sempre assumirá um papel fulcral para o futuro dos Produtores que são a sua razão de ser.

O Conselho de Administração

José Fernando Martins Capela

Comente este artigo
Anterior A importância da informação no desenvolvimento agropecuário sustentável - Miguel Damas de Matos
Próximo Alqueva a mudar a cor do Alentejo

Artigos relacionados

Notícias PAC pós 2020

El sector recibe 4.000 millones de las ayudas directas de la PAC (80% del total) justo antes de cerrar el año

[Fonte: Agroinformacion – PAC]
El Ministerio de Agricultura, Pesca y Alimentación, a través del Fondo Español de Garantía Agraria (FEGA) ha coordinado el pago, por parte de las Comunidades Autónomas, de las ayudas directas de la PAC que se inició el pasado 16 de octubre, […]

Sugeridas

Armadilha para a vespa-asiática funciona como um cavalo de Tróia

[Fonte: Público] Cientistas em Portugal desenvolveram uma nova armadilha para destruir os ninhos de vespas-asiáticas. Esta sexta-feira discutiram-se os resultados já obtidos e os próximos passos deste projecto.

A vespa-asiática tem vindo a conquistar terreno em Portugal, mas também está prestes a ganhar uma nova inimiga. […]

Nacional

“AgroVida”: cinco anos a conquistar leitores – Editorial de Teresa Silveira + Suplemento AgroVida de Janeiro da Vida Económica

[Fonte: AgroVida]
TERESA SILVEIRA
teresasilveira@vidaeconomica.pt
Cinco anos.
A edição de janeiro do “AgroVida” que o leitor folheia em papel ou lê no ecrã marca o arranque do quinto ano ininterrupto de publicação, no jornal “Vida Económica”, deste suplemento mensal. […]