CNA participa na VII Conferência da Via Campesina juntamente com centenas de outras organizações de agricultores de todo mundo

CNA participa na VII Conferência da Via Campesina juntamente com centenas de outras organizações de agricultores de todo mundo

Depois de mais de uma semana de debates, análises e construção colectiva, foi concluída a VII Conferência da Via Campesina Internacional, evento que reuniu cerca de 450 delegados de todo o mundo e das várias organizações membro, entre eles 3 delegados da CNA.

Para além de renovar a sua luta internacional pela Soberania Alimentar, a VII Conferência também reiterou a sua luta e solidariedade, aqui na Europa, pela defesa da Agricultura Familiar e da Pequena Agricultura.

Foi notória a indignação pelo que significa a actual Política Agrícola Comum (PAC) para a Agricultura Familiar da Europa e de outras partes do mundo, enquanto factor de destruição dos preços na produção, na guerra pela conquista do comércio mundial.

“Não podemos aceitar tanto na Europa como no mundo que os preços dos alimentos não reflictam o valor real do nosso trabalho. Rejeitamos os acordos da OMC (Organização Mundial do Comércio) e TLC (Tratados de Livre Comércio) e exigimos a saída da agricultura e da alimentação dos TLC e da OMC”, reiterou a delegação da Coordenadora Europeia Via Campesina (ECVC), da qual a CNA é membro.

A este respeito, foi sublinhada a necessidade de políticas públicas, agrícolas e alimentares mais fortes que regulem a produção e os mercados e que imponham limites ao tamanho das explorações.

A ECVC exigiu igualmente que se impeçam os investimentos especulativos do agronegócio e que as políticas públicas garantam o direito a uma alimentação saudável e sustentável para toda a população, juntamente com o objectivo de incorporação de um maior número de agricultores.

A Conferência contou ainda com uma marcha na cidade de Bilbao para além de muitos eventos culturais e visitas à Agricultura Familiar do país Basco.

A Conferência Internacional da Via Campesina (LVC) é realizada a cada quatro anos, e é o órgão máximo da organização através do qual são definidas estratégias colectivas por via dos muitos debates internos que são mantidos. A LVC é um movimento em crescimento que representa cerca de 200 milhões de agricultores de pequena e média escala, pessoas sem terra, povos indígenas, migrantes e trabalhadores agrícolas de todo o mundo.

Leia aqui o comunicado final da VII Conferência da Via Campesina e a sua Declaração Final.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comente este artigo
Anterior Recuperação de muros no Douro teve apoio de 20 milhões
Próximo Sociedade ponto verde sensibilizou 10.000 jovens dos 13 aos 17 anos

Artigos relacionados

Sugeridas

Produção de leite ecológica, amiga do clima e com bem-estar animal

Cerca de 400 agricultores, investigadores e técnicos do setor leiteiro são esperados amanhã, 29 de Novembro, em Esposende […]

Comunicados

Boas Práticas na Gestão dos Eucaliptais

A Primavera é uma óptima altura para plantar, controlar infestantes e adubar. O Projecto Melhor Eucalipto começa por lhe explicar o tema da plantação. […]

Sugeridas

Instituto Superior de Agronomia vence competição formativa 24H Agricultura Syngenta

A equipa Castras SA do Instituto Superior de Agronomia arrecadou o 1º lugar da competição formativa 24H Agricultura Syngenta, um evento da Associação Portuguesa de Horticultura. […]