Cartaxo proíbe queimas e queimadas até alteração das condições meteorológicas

Cartaxo proíbe queimas e queimadas até alteração das condições meteorológicas

A Câmara Municipal do Cartaxo proibiu a realização de queimas e queimadas no concelho a partir de 23 de Maio. A proibição está em vigor até ser reavaliada por alteração das condições meteorológicas.

A decisão da autarquia surge depois de o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prever que a temperatura máxima possa atingir aos 35ºC a partir de dia 23 de Maio. Esta subida, acima dos valores habituais, será especialmente elevada nas regiões do interior e poderá prolongar-se até ao final do mês.

A informação foi também divulgada pelo Comando Distrital de Operações de Socorro de Santarém (CDOS).

“Sendo as temperaturas elevadas propícias à ocorrência de incêndios florestais”, o presidente da Câmara Municipal do Cartaxo, Pedro Magalhães Ribeiro, proibiu as queimas e queimadas.

O artigo foi publicado originalmente em Agricultura e Mar.

Comente este artigo
Anterior Produtores de milho elaboram Agenda de Inovação
Próximo Incêndios. Peniche recebe simulacro com tecnologia aérea não tripulada

Artigos relacionados

Nacional

Festa da Castanha – 24 de Outubro 2017 – Lisboa

A Festa da Castanha de Sernancelhe chega amanhã, 24 de Outubro, a Lisboa e traz à capital os sabores típicos da região,  […]

Últimas

GP PCP: pergunta ao Governo sobre o apoio à criação de caprinos da raça algarvia

No passado dia 11 de dezembro, uma delegação do PCP, integrando o deputado Paulo Sá eleito pelo Algarve, reuniu com a Associação Nacional dos Criadores de Caprinos da Raça Algarvia (ANCCRAL), […]

Últimas

L’industrie de la pêche laisse sous l’eau 640.000 tonnes de matériel par an

10 % des matières plastiques qui polluent les mers sont originaires de la pêche.

Les filets abandonnés tuent annuellement 100.000 baleines, […]