Bruxelas propõe aumento de ajudas mínimas a agricultores para 25 mil euros

Bruxelas propõe aumento de ajudas mínimas a agricultores para 25 mil euros

A Comissão Europeia propôs esta sexta-feira o aumento dos auxílios de pequeno montante (de ‘miminis’) de 15 mil para 25 mil euros de modo a ajudar os agricultores a enfrentarem emergências. No entanto, a proposta comunitária estabelece limites por setor.

Para evitar distorções de mercado, um setor agrícola não pode receber mais de 50% do montante total dos auxílios nacionais de pequeno montante.

Bruxelas quer ainda criar um registo central que os Estados-membros devem atualizar e utilizar.

Os auxílios de ‘minimis’ são financiamentos que podem ser atribuídos por empresa que se dedica à produção primária de produtos agrícolas sem notificação prévia ao longo de três anos. O tema está aberto a consulta pública até 16 de abril e o executivo comunitário espera que a proposta seja adotada no verão.

Comente este artigo
Anterior Confusões e especulação a aplicação coerciva e repressiva da legislação que obriga à limpeza de faixas florestadas
Próximo Syngenta na Agroglobal

Artigos relacionados

Nacional

Governo moçambicano vai expandir programa de desenvolvimento agrícola a todo o país

[Fonte: Observador]

O Governo moçambicano anunciou esta quinta-feira que vai expandir o seu programa de apoio ao desenvolvimento agrícola a todo o país, visando acelerar o combate à pobreza rural, que afeta atualmente 48% da população.
“Moçambique alcançou grandes taxas de crescimento na agricultura, […]

Nacional

Agrifood: Invest in Portugal – 13 a 15 de Setembro 2017 – Odemira e Beja

Chega de 13 a 15 de Setembro 2017 ,três dias para discutir o investimento no setor agroalimentar em Portugal.

Nacional

Site estará em manutenção hoje (sábado) entre as 22h00 e as 03h00

Atenção o site estará em manutenção entre as 22h00 e as 03h00 (Início: 22:00 de Sábado dia 3 Fevereiro 2018 e Fim: 03:00 de Domingo dia 4 Fevereiro 2018), para actualizações de segurança. Agradecemos a sua compreensão, é para servir-mos melhor os nossos leitores.