Bio região da Margem Esquerda do Guadiana criada

Bio região da Margem Esquerda do Guadiana criada

[Fonte: Rádio Campanário] Foi assinado hoje, dia 25 de outubro, o documento que oficializa a criação da Bio Região da Margem Esquerda do Guadiana (MEG), durante a sessão de adesão da MEG à Rede Internacional de Bio Regiões (IN.N.E.R.).

Na iniciativa, que contou com a participação da Associação Rota do Guadiana, dos cinco municípios da MEG  – Serpa, Barrancos, Mértola, Moura e Mourão – ,  do presidente da Rede Internacional de Bio Regiões, Agrobio, Ccbio, Iniav, I.P., produtores, empresários do turismo, escolas e consumidores, foi entregue o certificado de integração da MEG à IN.N.E.R e assinado o regulamento interno da Bio Região.

Neste momento, e depois de formalizada, a MEG assume uma estratégia conjunta para a gestão sustentável dos recursos, com base em modelos de produção certificados em Modo de Produção Biológico, baseados no respeito e valorização dos recursos locais. A força deste modelo é assente numa estratégia que envolve agricultores, associações, empresários do turismo e outros setores económicos, bem como as escolas, que em articulação com o poder local, cumprem objetivos comuns que permitem apresentar e defender o território como um coletivo comprometido com as produções biológicas.

A MEG integra agora uma rede internacional de cerca de meia centena de territórios BIO em todo o mundo e passa a ser a quarta Bio Região em Portugal.

De referir que, ao abrigo do PDR2020, foi aprovado um pedido e apoio que garante financiamento para a dinamização da Bio Região da MEG na sua fase inicial.

Comente este artigo
Anterior Comissão Europeia divulga estudo sobre as organizações de produtores
Próximo Taste Azores conta com a participação de 26 empresas açorianas em Lisboa

Artigos relacionados

Nacional

Incêndio de Tomar. O fogo passou o rio e chegou aos concelhos de Abrantes e Constância

O incêndio que deflagrou na tarde deste sábado numa zona florestal de Tomar passou o rio Zêzere e a frente, bastante extensa, […]

Notícias mercados

Número de vacas leiteiras subiu 4,3% de 2014 a 2018, mas consumo de leite caiu desde 2010

O número de vacas leiteiras cresceu 4,3% entre 2014 e 2018 com impulso dos Açores, mas o consumo de leite está em queda desde 2010, […]

Últimas

Nuno Russo: “é preciso valorizar os nossos produtos de excelência e os nossos produtores”

O Secretário de Estado da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Nuno Russo, esteve hoje na V Feira 100% Agrolimiano, em Ponte de Lima. […]