Atividade empresarial abrandou ligeiramente no ano passado

Atividade empresarial abrandou ligeiramente no ano passado

Em 2019, o pessoal ao serviço, o volume de negócios e o valor acrescentado bruto (VAB) das empresas não financeiras cresceram 3,8%, 4,0% e 5,8%, respetivamente, taxas de crescimento menores que as registadas em 2018 (+4,3%, +6,8% e +6,4% em 2018, pela mesma ordem), divulgou hoje o INE.

Os gastos com o pessoal e o excedente bruto de exploração cresceram 8,5% e 2,2%, respetivamente (+8,3% e +3,8% no ano anterior, pela mesma ordem).

Entre os setores de atividade, as sociedades da construção e atividades imobiliárias, agricultura e pescas e informação e comunicação registaram as taxas de crescimento mais elevadas do VAB em 2019: 16,0%, 12,5% e 10,5%, respetivamente (+13,2%, +0,2% e +6,2% em 2018, pela mesma ordem).

A indústria e energia continuou a ser o setor com maior peso no VAB (29,5%), registando um crescimento de 1,6% em 2019 (+3,2% no ano anterior).

“Em 2019, existiam 26.747 sociedades com perfil exportador em Portugal (+3,2% relativamente a 2018), com um peso de 6,1% do total de sociedades não financeiras em Portugal. Estas sociedades representaram ainda 22,9% do pessoal ao serviço, 34,3% do volume de negócios e 31,9% do VAB do total das sociedades não financeiras”, segundo o INE

Continue a ler este artigo no Notícias ao Minuto.

Comente este artigo
Anterior ENRD publica Newsletter de outubro 2020
Próximo Inovmilho disponibiliza vídeos temáticos do Dia de Campo 2020

Artigos relacionados

Últimas

Código de Conduta nos circuitos de distribuição e venda de produtos fitofarmacêuticos

A DGAV republica o Código de conduta nos circuitos de distribuição e venda de produtos fitofarmacêuticos na sua edição de 2019, revista e actualizada […]

Últimas

III Jornadas do Agrupamento de Defesa Sanitária de Estremoz arrancam a 6 de Fevereiro

As III Jornadas ADS de Estremoz vão decorrer, nos dias 6 e 7 de Fevereiro, no Pavilhão A do Parque de Feiras e Exposições daquele município […]