Atenção: Estamos em período crítico de incêndios. As queimadas estão proibidas

Atenção: Estamos em período crítico de incêndios. As queimadas estão proibidas

O período crítico de incêndios rurais decorre entre os dias 1 de Julho e 30 de Setembro e encontra-se definido no Artigo.º 2.º – A da Lei 762018, de 17 de Agosto. Assim, está proibida a realização de queimas e queimadas, apesar de as temperaturas ainda não serem de Verão.

Uma única excepção

No Verão é quando vigora o período crítico e, durante este, não se pode realizar queimas nos espaços rurais. Apenas existe uma excepção para a queima de sobrantes de exploração decorrente de exigências fitossanitárias de cumprimento obrigatório, a qual deverá ser realizada com a presença de uma unidade de um corpo de bombeiros ou uma equipa de sapadores florestais.

Trata-se de uma queima quando se utiliza o fogo para eliminar sobrantes de exploração agrícola ou florestais, que estão cortados e amontoados.

Consulte a aplicação de análise e autorização de pedidos de queimas e queimadas aqui.

Coimas e penalizações

Deverá ainda ter em atenção que a legislação em vigor prevê sanções acessórias para quem infringir as regras, no âmbito de actividades e projectos florestais: privação do direito a subsídio ou benefício outorgado por entidades ou serviços públicos; suspensão de autorizações, licenças e alvarás.

Por outro lado, pode incorrer em contra-ordenação, cuja coima pode ir de 140 a 5.000 euros, para pessoas singulares, e 800 até 60.000 euros para pessoas colectivas. Em caso de originar um incêndio, pode incorrer em crime de incêndio florestal (Lei n.º 56/2011, 15 de Novembro).

Agricultura e Mar Actual

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Agricultura e Mar.

Anterior Total vai investir 100 milhões de dólares por ano em projetos de reflorestação
Próximo Empresa francesa procura fornecedores de frascos de vidro e garrafas para alimentos

Artigos relacionados

Nacional

Produção industrial de biopetróleo poderá começar daqui a três anos em Oliveira do Hospital


A primeira unidade no mundo de produção industrial de biopetróleo poderá estar a funcionar dentro de cerca de três anos, […]

Nacional

PortugalFoods lança radar de mercados internacionais

“Radar de mercados internacionais” é uma iniciativa da PortugalFoods, associação que representa o sector agroalimentar no País, direccionada para «as necessidades actuais das empresas do sector agroalimentar português na obtenção de informação relevante sobre mercados internacionais». […]

Últimas

CDS questiona Governo sobre futuro do VITIS

Numa pergunta dirigida ao Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, os deputados do CDS-PP Patrícia Fonseca, Ilda Araújo Novo e Hélder Amaral querem saber o que vai o Governo fazer para financiar as reconversões da vinha nesta e na próxima campanha. […]