Município de Braga disponibiliza bio trituradores para destruição de sobrantes e reduzir queimadas

Município de Braga disponibiliza bio trituradores para destruição de sobrantes e reduzir queimadas

O Município de Braga quer reduzir em cerca de 40 por cento o número de queimas que se realizam no Concelho. Autarquia Bracarense adquiriu dois bio trituradores que serão disponibilizados gratuitamente à população que, desta forma, poderá proceder à destruição dos sobrantes agrícolas e florestais sem recorrer à utilização do fogo.

A medida faz parte do ‘Cuidar Braga’, um projecto desenvolvido pelo Município em parceria com as Juntas de Freguesia que visa a protecção da natureza, das pessoas e bens. Financiado pelo Fundo Recomeçar, da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, o projecto representa um investimento superior a 42 mil euros.

“O uso do fogo para queima de sobrantes agrícolas e florestais é a principal origem dos incêndios rurais. Com este projecto damos uma alternativa mais segura, tanto para as pessoas como para o meio ambiente. Acreditamos que assim será possível reduzir o número de ignições e as emissões de CO2”, explicou Altino Bessa, vereador do Ambiente e da Protecção Civil, na sessão de apresentação do projecto que decorreu esta Quinta-feira, na Quinta Pedagógica de Braga.

Altino Bessa lembrou que, além do perigo de incêndio, a realização de queimas e queimadas é responsável pela má qualidade do ar. “Este equipamento destrói tudo o que é combustível nos terrenos e transforma potenciais fragilidades em resíduos que são absorvidos pela terra, servindo de adubo natural”, acrescentou o vereador, salientando a necessidade de se alterar comportamentos nesta área.

A disponibilização do bio triturador é totalmente gratuita. Para poder usufruir deste serviço, os munícipes terão que contactar a Junta de Freguesia da sua área da residência e solicitar o equipamento que, após agendamento, será colocado no terreno.

O projecto ‘Cuidar Braga’ inclui ainda a realização de uma campanha de sensibilização junto da população, bem como acções de formação para os colaboradores das Juntas de Freguesias que irão manusear os equipamentos.

Mais informações sobre o projecto poderão ser obtidas junto da Divisão Municipal de Protecção Civil através do número 253 61 60 60.

O artigo foi publicado originalmente em Câmara Municipal de Braga.

Comente este artigo
Anterior 9.º Open Day "Tomate Indústria" - 28 de janeiro - Cartaxo
Próximo Cotações – Azeite e Azeitona – Informação Semanal – 6 a 12 Janeiro 2020

Artigos relacionados

Sugeridas

Mercadona abre hoje segundo supermercado na cidade de Aveiro

A empresa já abriu o seu novo supermercado na Alameda Silva Rocha, Aveiro, o 4º no distrito de Aveiro e 14º em Portugal. José Ribau Esteves, […]

Últimas

Live-stream: Conferências Frutos: Monda Química

No âmbito das Conferências de promoção da Feira Frutos das Caldas da Rainha, o COTHN-CC, promoveu, no dia 19 de maio de 2020 uma vídeo- […]

Nacional

Agricultura e biodiversidade, um equilíbrio fundamental, relembra a ANIPLA

No dia em que se assinala o Dia Internacional da Biodiversidade (22 de maio), é urgente relembrar alguns dos maiores desafios que o planeta enfrenta nos dias que correm e aos quais nenhum sector poderá ser alheio. […]