Apoio à internacionalização. Nersant apresenta Ribatejo Business Intelligence – 10 de fevereiro – Santarém

Apoio à internacionalização. Nersant apresenta Ribatejo Business Intelligence – 10 de fevereiro – Santarém

​A Nersant – Associação Empresarial da Região de Santarém realiza, no próximo dia 10 de Fevereiro, na Startup Santarém, uma sessão de apresentação do projecto Ribatejo Business Intelligence, onde será dado a conhecer diversas ferramentas e mecanismos de apoio à internacionalização, bem como oportunidades e outros mecanismos de apoio às exportações.

Para além da intervenção da presidente do conselho de administração da Cosec — Companhia de Seguro de Créditos, a sessão irá ainda contar com a intervenção do presidente da Câmara de Comércio Portugal – Atlântico Sul, da Bureau Veritas Portugal e da AIP.

As inscrições dão gratuitas mas de registo obrigatório, aqui.

Ribatejo Business Intelligence

O Ribatejo Business Intelligence visa melhorar o reconhecimento da Região no exterior e melhorar o posicionamento das empresas/entidades no mercado global, permitindo que estas iniciem exportações ou reforcem o seu potencial exportador, consolidando quotas de mercados ou diversificando os seus mercados.

Para isso é proposto desenvolver um conjunto de acções de internacionalização e de marketing internacional (acções promocionais com mostras de produtos e a recepção de delegações estrangeiras em eventos de promoção internacional da Região), bem como proceder à criação de ferramentas/plataformas informáticas com vista a facilitar a realização de negócios entre empresas da Região e as empresas estrangeiras (dando às empresas as melhores ferramentas e conhecimentos necessários).

Este projecto conta como apoio do Portugal 2020 e do Alentejo 2020.

Os objectivos estratégicos definidos para este projecto são os seguintes:

  • Aumentar as exportações das PME da Região por via de uma maior utilização das redes de contactos, das ferramentas/plataformas tecnológicas e de um maior conhecimento das características e especificidades de cada mercado como factor diferenciador e facilitador no mundo competitivo dos negócios internacionais;
  • Promover a imagem e capacidades da Região a nível nacional e internacional, facilitando a internacionalização das empresas e dos seus produtos e serviços;
  • Fomentar o aumento das exportações das PME da Região e aumentar o grau de abertura ao exterior, tendo por base não só os canais tradicionais, mas criando novas ferramentas de apoio e de análise aos mercados (Business Intelligence e vantagens comparativas);
  • Disponibilização e recolha de informação de apoio que facilite o processo de internacionalização/exportação das PME da Região;
  • Aumentar a competitividade das PME da Região por via de uma maior utilização dos factores dinâmicos de competitividade, como a internacionalização.

Agricultura e Mar Actual

Comente este artigo
Anterior PDR2020: Pedido Único (PU) de 2020
Próximo Sessão de esclarecimento para agricultores em Ponte de Sor - 11 de fevereiro

Artigos relacionados

Sugeridas

Portugal receberá mais 359 milhões de euros para reforço do FEADER durante transição da PAC

A Comissão da Agricultura do Parlamento Europeu aprovou hoje o Fundo de Recuperação para o setor, para os anos de 2021 e 2022, com 42 votos favoráveis e apenas duas abstenções, num pacote […]

Eventos

O novo consumidor de fruta e hortaliças – I CLBHort – 1 a 4 de Novembro – Lisboa

Mesa Redonda 6
Novos caminhos na promoção do consumo de fruta e hortaliças
A fruta e hortaliças são alimentos com muito boa imagem junto do consumidor, […]

Últimas

Bruxelas aprova o armazenamento privado de azeite

O Comité de Gestão do Mercado Agrícola da União Europeia aprovou recentemente a ativação da ajuda privada ao armazenamento de azeite que inclui, […]