“Antes da pandemia, Portugal era o 9º país a nível mundial que mais vinhos exportava e não queremos perder essa marca”, diz Ministra da Agricultura

“Antes da pandemia, Portugal era o 9º país a nível mundial que mais vinhos exportava e não queremos perder essa marca”, diz Ministra da Agricultura

A Ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, falou à Rádio Campanário, à margem da inauguração do Parque Fluvial dos Cinco Reis, em Beja, sobre os apoios dados ao setor vinícola face aos prejuízos provocados pela pandemia COVID-19.

Maria do Céu Albuquerque referiu que o setor dos vinhos “foi um dos mais afetados” pela pandemia, assim como “todos os setores ligados à agricultura”, que ficaram fragilizados porque “houve um novo padrão de consumo, uma diminuição de procura e a oferta não teve a capacidade de se adaptar, porque estava a produzir para que tudo acontecesse normalmente”.

A Ministra defendeu que esta pandemia “fez-nos preparar respostas” e disse que “ficámos e ficamos sempre dependentes daquilo que é a Política Agrícola Comum”, que foi um dos fatores que “permitiu a agricultura mostrar que é resiliente e a Comissão Europeia veio permitir, através das verbas do Programa Nacional de Vinhos, ter aqui uma capacidade de não só para a destilação e o armazenamento de vinho em situação de crise, como também nos deu a possibilidade, através da incorporação de saldo de gerência, para o Vinho do Porto criar uma reserva qualitativa, assim como ainda tivemos a possibilidade de aumentar o VITIS – o programa para a reconversão e reformulação da vinha, no valor que estava inicialmente previsto de 50 milhões de euros e que passámos para 73.5 milhões”.

Maria do Céu Albuquerque frisou que o setor dos vinhos é ”onde nós queremos continuar a apostar”, salientando que “Portugal, antes da pandemia, era o 9º país a nível mundial que mais vinhos exportava e não queremos perder essa marca, até porque temos objetivos ambiciosos que queremos atingir em breve”.

O artigo foi publicado originalmente em Rádio Campanário.

Comente este artigo
Anterior El Fega establece el coeficiente definitivo del pago verde en el 52%, ligeramente superior a la anterior campaña de la PAC
Próximo Webinar: Políticas e Negócios dos Vinhos - 29 de julho

Artigos relacionados

Dossiers

“A perceção da importância da sustentabilidade mudou drasticamente”

O CEO da Corticeira Amorim, António Rios de Amorim, considera que a perceção sobre a sustentabilidade tem vindo a mudar ao longo da última década. Além disso, vê, no momento atual […]

Últimas

IV Encontro de Estudantes de Doutoramento em Ambiente e Agricultura – EEDAA – 11 e 12 de novembro – Évora

É com prazer que anunciamos uma nova edição do Encontro de Estudantes em Ambiente e Agricultura […]

Últimas

Programa itinerante de valorização do Cardo ruma a Évora

O roadshow tecnológico nacional “Valorização Integrada do Cardo” chegou ontem, dia 2 de fevereiro, virtualmente à região de Évora com o tema “Évora em análise, […]