Alimentação mais saudável nas Escolas do Município de Castro Marim

Alimentação mais saudável nas Escolas do Município de Castro Marim

Alimentação mais saudável nas Escolas do Município de Castro Marim

Adotar uma alimentação mais saudável e sustentável, num processo de reaprendizagem alimentar, com maior respeito pelos produtos endógenos, é um dos grande investimentos deste ano da Câmara Municipal de Castro Marim.

Um mais criterioso processo da seleção dos alimentos é uma das medidas já implementadas. A escolha e compra dos alimentos privilegia a origem de produção nacional e regional, como no caso do arroz e das frutas, opta por alimentos menos processados e aditivados e por produtos biológicos e utiliza preferencialmente óleos monoinsaturados na confeção dos partos, como é o caso do azeite.

A Câmara Municipal de Castro Marim considera que este é um investimento prioritário, permitindo às suas crianças uma alimentação nutricionalmente mais equilibrada nas escolas e permitindo também uma maior sustentabilidade de recursos, representando, ao mesmo tempo, um desafio necessário à contratação pública, que deverá também sensibilizar-se e orientar-se neste sentido.

Paralelamente a esta alteração, a autarquia de Castro Marim iniciou, na última sexta-feira, dia 1 de março, uma formação profissional para todos os operacionais que executam funções nos refeitórios do pré-escolar e 1º ciclo do concelho, permitindo a sensibilização e a aquisição de novos conhecimentos e práticas, que possam facilitar as suas tarefas diárias e contribuir para este conceito de cozinha natural.

O Município de Castro Marim está também a organizar várias sessões de esclarecimento dirigidas aos encarregados de educação, educadores/professores e comunidade em geral, em datas a divulgar.   

O artigo foi publicado originalmente em Gazeta Rural.

Comente este artigo
Anterior Castro Verde prepara Festival “Sabores do Borrego”
Próximo História e pioneirismo colocam os vinhos georgianos entre os mais tradicionais do Mundo

Artigos relacionados

Eventos

Projeto europeu pretende melhorar a resiliência das florestas a incêndios – 21 de outubro – Lousã

Na próxima segunda-feira, dia 21 de outubro, entre as 14h00 e as 17h30, o Laboratório de Estudos sobre Incêndios Florestais (LEIF) da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), […]

Notícias mercados

Dificuldades de escoamento prolongam colheita da batata

A colheita da batata ainda decorre em algumas regiões. O prolongamento desta operação deveu-se essencialmente aos baixos preços da batata no produtor que, apesar de alguma recuperação em […]

Dossiers

Governo dos Açores assegura apoios aos agricultores sem cortes nos próximos dois anos

O secretário regional da Agricultura dos Açores revelou hoje que não haverá cortes nos apoios aos produtores agrícolas nos próximos dois anos, uma medida que a Federação Agrícola […]