Agricultura e Florestas nos Açores com 56 ME no Plano para 2020

Agricultura e Florestas nos Açores com 56 ME no Plano para 2020

A tutela da Agricultura e Florestas nos Açores terá uma dotação de 56 milhões de euros no Plano de Investimentos da Região para 2020, dando destaque a medidas que visam a melhoria da competitividade das explorações agrícolas.

“É um plano com uma dotação de 56 milhões de euros, que cresce globalmente 16% em 2020 em áreas como a sanidade, o bem-estar animal, o melhoramento genético, a formação e o apoio ao investimento, áreas essas que têm um peso de 20% no plano”, adiantou o secretário regional da Agricultura e Florestas dos Açores, João Ponte, citado hoje numa nota de imprensa.

As quatro comissões permanentes do parlamento açoriano – Economia, Política Geral, Assuntos Sociais e Ambiente, Trabalho e Assuntos Parlamentares – estão a auscultar os membros do Governo Regional sobre as propostas de Orçamento e Plano da Região para 2020, que serão votadas este mês em plenário.

No montante global, a pasta da Agricultura e Florestas regista uma redução de seis milhões de euros face ao Plano de 2019, o que o secretário regional justificou com o facto de um conjunto de despesas inscritas no atual plano não se repetir em 2020, como os apoios excecionais aos prejuízos resultantes da seca, os investimentos na rede regional de abate ou a dotação para liquidar obrigações da região para com as indústrias, que totalizam oito milhões de euros.

Segundo João Ponte, o Plano de Investimentos para 2020 “mantém o esforço de investimento nas infraestruturas com uma dotação de cerca de nove milhões de euros, dos quais um terço é para o reforço do abastecimento de água”.

Além disso, contempla “novas medidas”, como o programa Jovem Agricultor, o I9AGRI, o PROAGRI e o regime jurídico de apoio à cessação da atividade agrícola, que “transmitem confiança ao setor”.

“Todos estes instrumentos, além do Plano Estratégico para os Laticínios dos Açores, serão fundamentais para termos no futuro uma agricultura mais forte, sustentável, que valorize mais as nossas produções, que crie riqueza, que seja ainda mais atrativa para os jovens e que no fundo capacite o setor para os desafios da agricultura no futuro”, salientou.

O Orçamento dos Açores para 2020, entregue na semana passada na Assembleia Legislativa da Região, tem um valor global de 1.812 milhões de euros, dos quais 207 milhões dizem respeito a operações extraorçamentais e 558 milhões de euros são adjudicados às despesas do Plano de Investimentos.

Contemplando um investimento público de 816,4 milhões de euros (558 milhões da responsabilidade direta do Governo Regional), o Plano prevê para 2020 um crescimento do investimento total de cerca de 51 milhões euros e um aumento no investimento direto no valor de 44,8 milhões de euros, na comparação com 2019.

O artigo foi publicado originalmente em Açoriano Oriental.

Comente este artigo
Anterior ADIADO - Odemira recebe VI Colóquio Nacional da Produção de Pequenos Frutos - 22 e 23 de Maio de 2020
Próximo Dia da Floresta Autóctone - 27 de novembro - Coimbra

Artigos relacionados

Dossiers

Portal do código de boas práticas comerciais

[Fonte: GPP] Foi apresentado ao Governo no dia 6 de fevereiro pelas estruturas representativas do setor agroalimentar e da distribuição, que fazem parte da Plataforma de Acompanhamento das Relações na Cadeia Agroalimentar (PARCA), o Portal que visa operacionalizar o Código de Boas Práticas Comerciais na Cadeia de Agroalimentar (CBPC).

Últimas

Governo disponibiliza 3 M€ em apoios para agricultores afetados pela seca

O Executivo anunciou na passada semana que vai disponibilizar cerca de 3 milhões de euros para apoiar os agricultores afetados pela seca que o país atravessa. […]

Nacional

Só dois países estão a cumprir metas de Paris sobre o clima. E nenhum deles é Portugal, embora seja um país ambicioso

Nas vésperas da 25.ª cimeira da ONU sobre alterações climáticas, em Madrid, os últimos dados da análise científica Climate Action Tracker (CAT) indicam que só […]