Agricultores dispõem-se a ajudar na desinfeção das ruas

Agricultores dispõem-se a ajudar na desinfeção das ruas

Em entrevista ao Fórum TSF, Eduardo Oliveira e Sousa, da Confederação dos Agricultores de Portugal, comentou as medidas do Governo para apoio à Economia.

Os agricultores estão dispostos a pôr as suas máquinas ao serviço da comunidade. O presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) adianta, em entrevista ao Fórum TSF desta quarta-feira que estes equipamentos podem ser usados, por exemplo, para desinfetar as ruas das cidades.

“Os agricultores podem até, com alguns equipamentos específicos, numa situação como a que está a viver-se em Ovar, ser chamados a participar na execução de algumas tarefas de entreajuda. Estou a lembrar-me, por exemplo, da aplicação de produtos de desinfeção que, eventualmente, seja necessário aplicar nas ruas, nos jardins, nos edifícios, na parte exterior dos edifícios em Ovar”, avança à TSF.

Em entrevista ao jornalista Manuel Acácio, Eduardo Oliveira e Sousa comentou as medidas do Governo para apoio à Economia.

Os agricultores querem medidas de exceção e que o setor seja colocado a par da saúde no combate ao novo coronavírus: “Todos temos de comer e, por isso, prevendo-se que venham a ser criadas restrições no âmbito de uma mais que provável declaração do estado de emergência, o setor agrícola vai ter de estar no patamar das exceções ao nível do setor da saúde.”

Eduardo Oliveira e Sousa pediu que seja garantida a alimentação animal: “Os animais, por exemplo, são alimentados com produtos que são fabricados com origem em produtos importados. Portanto, tem de continuar a haver – com a maior normalidade possível – um fluxo das matérias-primas, para poderem ser fabricados os alimentos para os animais, para que não faltem nos circuitos de abastecimento à população a carne, os ovos, o frango, o leite”, remata.

O artigo foi publicado originalmente em TSF.

Comente este artigo
Anterior Medidas de Contenção do Coronavírus Covid-19 em Explorações Suinícolas
Próximo CAP pede “prioridade absoluta” para a agricultura

Artigos relacionados

Últimas

Incêndios: Observatório considera confusa consulta pública do Plano de Gestão Integrada

Num parecer sobre o Plano Nacional de Gestão Integrada de Fogos Rurais (PNGIFR), cuja consulta pública terminou na quarta-feira, o Observatório Técnico Independente (OTI) esclarece que o documento em análise constitui “a estratégia do PNGIFR e não o plano em si, […]

Nacional

Madeira vai realizar novo censo agrícola após quadro comunitário 2014/2020

O projeto será executado no final do quadro comunitário de apoio 2014/2020, com o objetivo de determinar a percentagem exata da população […]

Últimas

Webinar: Ajudar a não parar – Produzir e decidir: caminhos para um futuro sustentável da cadeia agroalimentar – 21 de maio

O próximo webinar da Abreu Advogados realiza-se no dia 21 maio, às 11h, e terá como tema “Ajudar a não parar | Produzir e decidir: caminhos […]