A fazedora de rolhas de cortiça para bebidas premium

A fazedora de rolhas de cortiça para bebidas premium

A J.C. Ribeiro produz atualmente 110 milhões de rolhas capsuladas com diversos materiais e exporta 99,5% da sua produção, tendo como principais mercados os Estados Unidos, onde desde 2017 tem escritório comercial, e o Reino Unido.

“Os impactos da pandemia de covid-19 na nossa atividade produtiva foram negligenciáveis, uma vez que em nenhum momento fomos obrigados a interromper a produção. Como o mesmo não aconteceu com alguns dos nossos clientes, verificou-se o adiamento de uma série de encomendas que provocou uma ligeira redução das nossas vendas em 2020, mas que foi rapidamente compensado por uma forte recuperação já em 2021”, afirma José Carlos Ribeiro, CEO da J.C. Ribeiro, empresa que produz rolhas de cortiça para os maiores operadores de bebidas destiladas premium do mundo. Acrescenta que o balanço de 2021 “é muito positivo e as perspetivas para 2022 estão na mesma linha”.

Em 2020, a J.C. Ribeiro foi uma das doze vencedoras do Prémio Exportação e Internacionalização, uma iniciativa do Jornal de Negócios e do Novo Banco em parceria com a Iberinform Portugal, tendo sido considerada a melhor PME Exportadora – Bens Transacionáveis. Nesse ano, realizou um volume de negócios de 26,9 milhões de euros contra 32,2 milhões de euros em 2019, o último ano sem efeitos da pandemia de covid-19, Mas José Carlos Ribeiro prevê que em 2021 atinja os 34 milhões de euros, uma performance que mostra um claro regresso ao crescimento. A J.C. Ribeiro exporta 99,5% da sua produção e os principais mercados são os Estados Unidos, onde desde 2017 tem escritório comercial, e o Reino Unido. Atualmente a produção é de 110 milhões de rolhas capsuladas com diversos materiais e conta com 95 colaboradores.

A nova fábrica

Em 2019, vendeu 100 milhões de cápsulas de rolhas de cortiça num único ano, o que na altura foi um recorde. Isto foi um impulso para iniciar no ano seguinte a construção de uma nova fábrica, um investimento de 9 milhões de euros, que vai permitir aumentar a produção de rolhas e atingir um maior número de mercados e com a […]

Continue a ler este artigo no Jornal de Negócios.

Comente este artigo
Anterior Foi publicada a Agenda de Investigação e Inovação do Arroz
Próximo Produtores de leite saúdam aumento do preço à produção e reclamam novas subidas

Artigos relacionados

Últimas

Académicos analisam o Ensino Superior em Portugal

Federações académicas, reitores e professores universitários vão “Refletir sobre o passado e o futuro da avaliação e acreditação do ensino superior em Portugal” […]

Últimas

Lançamento Prémio Nacional de Agricultura 2019 a 26 de Abril na Ovibeja

Prémio Nacional de Agricultura 2019
Beja, 26 de abril de 2019 | Ovibeja
 
No dia 26 de Abril é lançada a 8ª […]

Cotações PT

Cotações – Aves e Ovos – Informação Semanal – 25 a 31 Março 2019

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas
Aves
As cotações médias nacionais do frango, vivo (de 1,8 Kg) e abatido (80% – […]