“A CAP escolheu os caçadores” – Bebiana Cunha

“A CAP escolheu os caçadores” – Bebiana Cunha

O secretário-geral da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) decidiu ser a voz dos caçadores e deixar as reivindicações dos agricultores para outro plano.

Seria bom que a CAP se batesse por apoios aos agricultores, por ações de formação eficientes, pelo combate ao desperdício de recursos e por garantir a recuperação de habitats e ecossistemas agrícolas

Infelizmente, resulta claro que a CAP não tem ouvido os alertas da comunidade científica, nem os alertas dos peritos demissionários do Conselho de Acompanhamento da Revisão da Política Agrícola Comum (CAP), que ainda na semana passada alertaram precisamente para os danos da agricultura intensiva e superintensiva no ambiente e nos recursos naturais do país, bem como para os […]

Continue a ler este artigo no JN.

Comente este artigo
Anterior Moçambique espera ser autossuficiente em arroz dentro de cinco anos
Próximo Oferta de emprego - Engenheiro Agrónomo - Angola

Artigos relacionados

Últimas

Apoie a Agenda Rural para a Ação Climática da OCDE

O Grupo de Trabalho sobre Política Rural da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) aprovou a Agenda Rural para a Ação […]

Sugeridas

Atualizações | Agroalimentar | 1-15 setembro 2021

Regulamento de Execução (UE) 2021/1466 de 6 de julho de 2021 que altera o Regulamento de Execução (UE) 2016/1239 no respeitante ao montante da garantia e ao […]

Últimas

Algarve, uma região tropical, ameaçada por falta de água e fogos florestais

O aumento médio das temperaturas, conjugadas com a diminuição da precipitação atira o Algarve para um clima cada vez mais tropical. […]