98,4% dos produtos avaliados em Portugal estão em segurança, diz Relatório da EFSA

98,4% dos produtos avaliados em Portugal estão em segurança, diz Relatório da EFSA

A última edição do estudo da Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA), apresentado no passado dia 25 de Julho, confirma que os consumidores europeus continuam a poder contar com alimentos seguros. A avaliação desta autoridade europeia publicou dados que espelham que 96.2% dos alimentos está livre de resíduos de produtos fitofarmacêuticos ou contêm resíduos em níveis dentro dos limites legais, o que revela elevada segurança.

Nos produtos que tiveram origem em Portugal, o estudo revelou uma segurança superior à média dos países da zona euro, com cerca de 98,4% das amostras com níveis dentro dos limites legais ou livre de resíduos quantificáveis.

Os dados monitorizados anualmente apontam para a segurança de mais de 96% das amostras analisadas. Da amostra total, destaque para o facto de cerca de 51% dos alimentos se encontrar livre de resíduos quantificáveis, valor que ascende a 53,6% no que respeita aos produtos avaliados com origem em Portugal.

Para António Lopes Dias, diretor executivo da ANIPLA, “O sector da produção alimentar europeia está de parabéns pelos dados apresentados. Mais uma vez, os dados científicos revelados pela EFSA vêm espelhar o rigor e qualidade do trabalho de todos os que diariamente se dedicam à produção de alimentos, mas também de quem está na retaguarda a assegurar o desenvolvimento de tecnologia que permita aumentar continuamente o rigor e qualidade da produção agrícola.

Já para o Comissário da UE para a Saúde e Segurança Alimentar, Vytenis Andriukaitis, “Tal como nos anos anteriores, este relatório confirma o alto nível de conformidade dos alimentos nas prateleiras da UE. Todos os anos, milhares de produtos alimentares são avaliados pelos Estados-Membros para verificar se os limites legais estão a ser respeitados. É o nosso dever assegurar aos cidadãos europeus que a cadeia alimentar da UE continua a ser a mais rigorosa e controlada do mundo..

Das amostras recolhidas, a maioria (67%) é originária dos Estados-Membros da UE, da Islândia e da Noruega; 26,4% dizem respeito a produtos importados de outros países e 6,6% dos produtos era de origem desconhecida.

No ano anterior, os resultados do estudo europeu apresentavam um número de alimentos seguros ligeiramente superior [97,2%], no entanto, no comunicado que acompanha a divulgação do estudo a EFSA atribui esta diferença à descoberta de resíduos de clorato, um composto que passou este ano a ser integrado na análise aos produtos.

A EFSA disponibilizou ainda um site informativo e interativo, para uma melhor compreensão das descobertas por país e por produto, apresentando a possibilidade de comparar com dados anteriores, disponível em quatro idiomas, neste site: https://www.efsa.europa.eu/en/microstrategy/pesticides-dc-2016

 →Consulte aqui o estudo completo←

→Veja aqui o Relatório da EFSA em páginas interativas←

efsa

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

SOBRE A ANIPLA

A Associação Nacional da Indústria para a Proteção das Plantas (ANIPLA – www.anipla.com) – constituída em 1992, representa as empresas que investigam, desenvolvem, fabricam e comercializam produtos fitofarmacêuticos. Como Associação Empresarial do Sector e no conjunto dos seus associados, a ANIPLA representa cerca de 95% do Mercado Nacional de Produtos Fitofarmacêuticos. A ANIPLA representa os seus associados, tendo como fim último a promoção, divulgação e apoio à utilização segura e eficaz dos produtos fitofarmacêuticos, seguindo os mais exigentes critérios de segurança para o Homem e Ambiente. A ANIPLA é membro efetivo e ativo da ECPA – European Crop Protection Association (www.ecpa.eu).

Mais informação em www.anipla.com

 SOBRE A EFSA

A Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA) foi criada em janeiro de 2002 (Regulamento (CE) nº 178/2002), tendo como missão ser uma fonte independente de aconselhamento científico e avaliação e comunicação dos riscos associados à cadeia alimentar. A EFSA é, na UE, a pedra basilar na área da segurança alimentar. Em estreita colaboração com as autoridades nacionais e em consultas abertas aos Stakeholders, a EFSA produz e disponibiliza pareceres científicos e uma comunicação clara sobre os riscos existentes ou emergentes. Para tanto, segue princípios e regras de funcionamento que encerram um compromisso de excelência, independência, abertura e transparência em todo o trabalho da Autoridade.

Mais informação em www.efsa.europa.eu

Comente este artigo
Anterior António Saraiva é novo Responsável de Sustentabilidade da Syngenta para o Mediterrâneo e Turquia
Próximo AGRO-LOGÍSTICA - 19 de Outubro 2018 - S. Julião do Tojal

Artigos relacionados

Dossiers

El mercado de cítricos se mantiene activo y con bastante demanda


El mercado de cítricos se mantiene activo y con bastante demanda, según apuntan fuentes de la Lonja de Córdoba. […]

Comunicados

Workshop de “Gestão no Agroalimentar”

Foi no passado dia 7 de abril, pelas 15h, em Amarante, que aconteceu a quarta sessão de trabalho, destinada a criar mais dinâmica no sector agroalimentar da região, […]

Dossiers

La almendra ecológica se paga un 32% por encima del año pasado

El mercado de la almendra continúa firme, anotando subidas en los precios de todas las lonjas nacionales. A nivel mundial, aún hay dudas acerca de la cifra total de la cosecha californiana, […]