40 Anos da FPAS – Por um Futuro Melhor

40 Anos da FPAS – Por um Futuro Melhor

O Ministério da Agricultura associa-se à celebração dos 40 anos da Federação Portuguesa de Associações de Suinicultores (FPAS).

Quatro décadas durante as quais se tornou inquestionável o papel que esta Federação assume na representação e na defesa dos suinicultores portugueses, bem como o seu contributo decisivo para a valorização da fileira da carne de porco e seus derivados, colocando-a ao nível do que de melhor existe em qualquer parte do mundo.

A suinicultura tem vindo a contribuir para o equilíbrio da balança comercial. Em 2020, as exportações, neste setor, corresponderam a cerca de 200 milhões de euros – o melhor valor dos últimos cinco anos. Os números ilustram o impacto da abertura de novos mercados, comprovando que a internacionalização é uma aposta ganhadora.

Mas comprovam também que, designadamente com o apoio da FPAS, o setor tem conseguido alcançar níveis cada vez mais elevados de competitividade e responder aos desafios da atualidade.

E são muitos os desafios que este setor enfrenta. A concorrência internacional, as exigências ambientais e de bem-estar animal e as novas tendências de consumo são apenas alguns exemplos. O Ministério da Agricultura tem contado com a FPAS na identificação de soluções e na garantia das melhores condições para que o setor da suinicultura acompanhe as novas abordagens e políticas, a nível nacional e europeu.

Neste contexto, estamos a implementar a Agenda de Inovação “Terra Futura” e a Estratégia Nacional para os Efluentes Agropecuários e Agroindustriais, ambos construídos mediante um processo participado. Estamos certos de que estes instrumentos vão contribuir para dar resposta aos diversos desafios e para o crescimento da suinicultura, promovendo a inovação e tornando o setor mais sustentável.

Os objetivos que pretendemos atingir dependem de uma abordagem holística e integrada, em que as questões sanitárias e de prevenção têm de estar alinhadas com os desenvolvimentos técnicos e científicos. É por isso que acompanhamos com entusiasmo os mais recentes projetos da FPAS, essenciais para o sucesso destas políticas e que revelam o dinamismo desta Federação. O Roteiro para a Sustentabilidade Económica e Ambiental das explorações suinícolas, projetos com normas de bem-estar animal certificadas, como o Porco.pt, ou o Centro de Formação e Investigação para a Suinicultura demonstram que estes 40 anos de história foram apenas o início.

Contamos com a FPAS. Juntos, queremos continuar a alavancar a suinicultura portuguesa na promoção de um desenvolvimento sustentável. Que garanta o rendimento justo ao produtor e o preço justo ao consumidor. Que reforce o compromisso com o ambiente, respeitando o bem-estar animal, não só por questões éticas, mas também tendo em consideração a promoção da saúde humana. E que assegure uma relação transparente com o consumidor.

Ao desejar as maiores felicidades à FPAS, desejo-as a todo o setor. Reforçamos, neste aniversário, a nossa relação e compromisso convosco. A FPAS é um parceiro essencial na construção de um futuro melhor, em que ninguém ficará para trás. Porque, como disse Maria de Lourdes Pintasilgo, “se queremos um futuro melhor, o futuro começa hoje e está nas nossas mãos”.

Maria do Céu Antunes

Ministra da Agricultura

Comente este artigo
Anterior Western consumers have positive attitudes toward gene-edited foods, two new studies find
Próximo Live: Falar Atual com Domingos Xavier Viegas

Artigos relacionados

Nacional

Autoeuropa negoceia criação de um Clube de Fornecedores

A Bosch foi a multinacional que deu o tiro de partida do Clube de Fornecedores. Uma iniciativa que visa gerar novas parcerias com pequenas e médias empresas nacionais, […]

Sugeridas

Produtores de leite perdem 200 vacarias e manifestam-se com 200 pares de botas no Porto

Os produtores de leite manifestaram-se hoje na Avenida dos Aliados, no Porto, colocando 200 pares de botas dos trabalhadores no chão, em representação das 200 vacarias que fecharam no último ano em Portugal. […]

Últimas

7.º Relatório Provisório de Incêndios Rurais: 1 de janeiro a 30 setembro

A base de dados nacional de incêndios rurais regista, no período compreendido […]