24H Agricultura Syngenta- vencedores visitam fábrica da Syngenta na Galiza

24H Agricultura Syngenta- vencedores visitam fábrica da Syngenta na Galiza

A equipa primeira classificada das 24H Agricultura Syngenta visitou a unidade industrial da Syngenta em Porriño, na Galiza, a 30 de Novembro, onde ficou a conhecer o processo de fabrico e embalamento de alguns dos produtos mais emblemáticos da empresa para proteção das plantas e sementes. A fábrica de Porriño é uma das três unidades industriais da Syngenta na Península Ibérica, dedicando-se ao processamento e embalamento de produtos para tratamento de sementes, fungicidas, inseticidas, herbicidas e molhantes.

Por ano, esta fábrica produz cerca de 12.000 toneladas e exporta 80% da sua produção para 100 países. A visita começou com uma apresentação em sala, os estudantes ficaram a conhecer o conjunto de certificações de qualidade e ambientais a que fábrica está sujeita e a cultura de melhoria contínua e de segurança existente entre os seus 75 colaboradores. Mais adiante, já nos edifícios de produção, foi-lhes revelado como se obtém um produto para tratamento de sementes em forma de suspensão concentrada dispersível em água. Além da substância ativa, são adicionados tensioativos, pigmentos, dispersantes, entre mais de uma dezena de substâncias que garantem a sua estabilidade, homogeneidade e eficácia. O Cuprocol, fungicida da Syngenta à base de oxicloreto de cobre utilizado por agricultores em todo o mundo, é um dos produtos fabricados nesta unidade.

Os estudantes tiveram oportunidade de assistir ao processo de mistura do oxicloreto de cobre com os restantes ingredientes do Cuprocol, e em laboratório perceberam a diferença de comportamento deste produto de marca por comparação a um genérico com a mesma substância ativa. Entre os segredos do Cuprocol, destaca-se o processo de moagem do oxicloreto de cobre, usando micro-bolas de zircónio, que garantem partículas de substância ativa de tamanho abaixo da micra. O resultado é a maior homogeneidade de cobertura da superfície das plantas a tratar pelo produto.

No final da visita, os cinco estudantes da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro que venceram a edição de 2017 das 24h Agricultura Syngenta mostraram-se impressionados com o elevado nível de segurança e organização da fábrica e constataram que a formulação dos produtos Syngenta é um dos segredos para a sua elevada eficácia:

«Os procedimentos de segurança vigentes na fábrica e a forma escrupulosa como são cumpridos revelam o profissionalismo da Syngenta», Cristiana Teixeira

«O que mais me impressionou foi o know-how dos funcionários, a forma clara como o transmitem a quem visita a fábrica e toda a organização da empresa», Ana Cristina Duarte

«O facto de a Syngenta ter um programa de visitas da fábrica de Porriño, partilhando informação sobre processos de fabrico com agricultores e futuros técnicos agrícolas, demonstra a importância que atribuiu ao envolvimento dos stakeholders no negócio», Luís Alves

«A Syngenta demonstrou como diferencia os seus produtos pela qualidade, por todo o investimento realizado na formulação, o que explica a eficiência dos mesmos», Maria João Guedes

«Apreciei a forma transparente como a Syngenta mostrou o processo de fabrico dos produtos e respondeu a todas as questões que colocámos. O Cuprocol, que é fabricado em Porriño há 40 anos, tem sofrido melhorias contínuas e por isso se diferencia pela eficácia», Sofia Pereira

A 3.ª edição das 24H AGRICULTURA SYNGENTA, organizada sob orientação científica e pedagógica da Associação Portuguesa de Horticultura (APH), decorre na Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, em Ponte de Lima, nos dias 7 e 8 de Abril de 2018. Estima-se a participação de 150 estudantes numa competição formativa que decorrerá durante 24H ininterruptas, com provas teóricas e provas práticas de campo, que desafiam os participantes a encontrar soluções para problemas técnicos e de gestão da exploração agrícola. Com o mote «Pensar Global. Agir Local», esta edição propõe aos futuros agrónomos pensarem globalmente e agirem localmente, tendo em conta os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (Agenda 2030) da ONU.

A política global da Syngenta e o compromisso que assumiu para com a agricultura sustentável estão alinhados com a Agenda 2030. Através do The Good Growth Plan, aplicado à escala mundial, a Syngenta visa dar resposta aos desafios centrais da nossa Sociedade: alimentar a crescente população mundial, combater a pobreza das comunidades rurais nos países em desenvolvimento dotando os agricultores de meios de produção mais eficazes e, simultaneamente, lutar contra a erosão dos solos e promover a biodiversidade.

Comente este artigo
Anterior 9º Colóquio Nacional do Milho já tem data marcada
Próximo Boletim da ANPROMIS - Dezembro 2017

Artigos relacionados

Últimas

Governo Regional lança novo concurso para projetos de investigação científica de 3,3 ME

[Fonte: Açoriano Oriental]

O Governo dos Açores vai lançar em 2018 um novo concurso para apoio a projetos de investigação científica, no valor de 3,3 milhões de euros, anunciou esta quarta-feira o secretário regional do Mar, Ciência e Tecnologia.

“Vamos lançar um novo concurso para apresentação de projetos de investigação científica, […]

Últimas

Presidente da Quercus alerta: desbastes podem provocar desequilíbrios nas árvores

[Fonte: Jornal económico]

O presidente da Quercus, João Branco afirmou em declarações ao Económico Madeira que podem existir vários motivos que expliquem a queda do carvalho que na terça-feira resultou em 13 mortos e 51 feridos entre eles desbastes que podem provocar desequilíbrios nas árvores. […]

Nacional

EDIA organiza Jornadas Técnicas de Sistemas de Apoio à Decisão na Agricultura de Regadio

[Fonte: Agricultura e Mar]
A EDIA — Empresa de Desenvolvimento e Infra-Estruturas do Alqueva e o COTR – Centro Operativo e de Tecnologia de Regadio organizam as II Jornadas Técnicas sobre Sistemas de Apoio à Decisão na Agricultura de Regadio, a realizarem-se no próximo dia 12 de Dezembro, […]