200 milhões para a água no Algarve

200 milhões para a água no Algarve

O diretor da Direção Regional da Administração Regional Hidrográfica Algarve enumerou os principais objetivos do Plano regional de eficiência hídrica no Algarve, no valor de 200 milhões de euros.

Pedro Coelho referiu os principais objetivos do Plano regional de eficiência hídrica no Algarve, que teve início em 2020, e que vai fazer parte do PRR com um montante de 200 milhões de euros, no qual se incluiu a dessalinização de água do mar com 45 milhões de euros.

“Escassez hídrica, redução ou eliminação de cargas poluentes, a reabilitação fluvial, a gestão do risco de inundações e a gestão e valorização do litoral são as cinco temáticas muito importantes para Albufeira e o Algarve”, referiu Pedro Coelho, diretor da Direção Regional da Administração Regional Hidrográfica Algarve durante a sessão final do Albufeira21 Summit, que decorreu nesta manhã de sábado. Acentuou ainda que em Albufeira a mobilidade sustentável, a eficiência energética do edificado, a reabilitação urbana, a recolha de bioresíduos e o aumento da recolha seletiva são desafios muito importantes.

“A escassez hídrica é o grande problema e que tem sido intenso nos últimos dois anos. Entre 2010 e 2021 já existiram três anos muito secos

Continue a ler este artigo no Jornal de Negócios.

Continue a ler este artigo no Jornal de Negócios.

Comente este artigo
Anterior Madeira autoriza caçadores a abater ave protegida para defender terrenos agrícolas
Próximo Chuva e granizo destruíram culturas agrícolas e equipamentos no Fundão

Artigos relacionados

Últimas

Adega do Cantor é «Melhor vinho do Algarve» no 12º concurso da CVA

O rótulo Vida Nova Reserva IGP Algarve Tinto 2015» da Adega do Cantor, Sociedade de Vitivinicultura, ganhou a Grande Medalha de Ouro «Melhor Vinho do Algarve» […]

Dossiers

ASAJA insta a los eurodiputados a que eviten el recorte en los fondos de la PAC

Imagen de ASAJA.
El Parlamento Europeo, en su reunión extraordinaria celebrada el pasado 24 de julio, […]

Dossiers

Brasil: Alfaces consorciadas apresentam bom desempenho em sistemas agroflorestais

Alfaces cultivadas em consórcio em sistemas agroflorestais agroecológicos (SAFs) apresentaram diâmetro horizontal, massa seca e número de folhas similares às produzidas sozinhas nas […]