UE autoriza Pediococcus acidilactici como aditivo em alimentos para suínos e aves

[Fonte: Vida Rural]

A Comissão Europeia autorizou recentemente o Pediococcus acidilactici como aditivo em alimentos para suínos de engorda, espécies menores de suínos (desmamados e de engorda), frangos de engorda, espécies menores de aves de capoeira de engorda e espécies menores de aves de capoeira para postura.

A decisão foi divulgada num regulamento recentemente publicado e que indica que este aditivo está também autorizado para utilização na água de abeberamento.

A preparação de Pediococcus acidilactici CNCM MA 18/5M foi autorizada por um período ilimitado como aditivo em alimentos para frangos de engorda pelo Regulamento (CE) n.o 1200/2005 da Comissão e como aditivo em alimentos para suínos de engorda pelo Regulamento (CE) n.o 2036/2005 da Comissão.

De acordo com um parecer da Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA), de 20 de abril de 2016, a preparação de Pediococcus acidilactici CNCM MA 18/5M “não tem efeitos adversos na saúde animal, na saúde humana nem no ambiente”.

Para além disso, o parecer da EFSA concluiu que a utilização desta preparação nos alimentos e na água de abeberamento tem potencial para “melhorar o desempenho zootécnico dos suínos de engorda e frangos de engorda.”

Consulte o regulamento aqui.

Comente este artigo

O artigo UE autoriza Pediococcus acidilactici como aditivo em alimentos para suínos e aves foi publicado originalmente em Vida Rural

Anterior Pinha está a ser transaccionada a 0,90€ o quilo
Próximo Cotações – Frutos Secos – Informação Semanal – 25 a 31 Dezembro 2017

Artigos relacionados

Últimas

Açores desafia vinicultores a apostarem numa estratégia focada na qualidade

[Fonte: Agricultura e Mar]

O secretário Regional da Agricultura e Florestas desafiou os produtores de vinho a apostarem numa estratégia que esteja focada na qualidade, salientando que a vitivinicultura nos Açores é “um sector vivo, pujante, premiado e com boas perspectivas de crescimento”. […]

Nacional

Opinião. Crescimento, cautelas e caldos de galinha

[Fonte: Dinheiro Vivo – empresas]
Já diz o ditado popular que “cautelas e caldos de galinha nunca fizeram mal a ninguém”. Em matéria de crescimento é preciso olhar para os números com cautelas e, acima de tudo, distanciamento político. Os dados mais recentes do Instituto Nacional de Estatística (INE) revelam que Portugal cresceu 2,8% no primeiro trimestre deste ano, […]

Últimas

Reafirmado compromissos com os agricultores na manutenção da extensificação pecuária e medidas para a BVD

A solicitação à Comissão Europeia é no sentido de reforçar a dotação daquela medida através da transferência de verbas de outras medidas do PRORURAL+ com taxas de aprovação e execução mais baixas, assegurando, assim, os apoios aos 231 agricultores açorianos que apresentaram candidaturas para o período 2012-2016 e cujos compromissos terminaram no final do ano passado. […]