Syngenta realiza evento sobre conservação do solo

Syngenta realiza evento sobre conservação do solo

[Fonte: ffl revista]

A 5 de Julho, tiveram lugar em Setúbal, na Bacalhoa Vinhos de Portugal, as “Jornadas Sustentabilidade e Conservação do Solo”, que visaram «aprofundar e partilhar conhecimentos sobre a adopção de boas práticas agrícolas para a conservação dos solos e a qualidade da água». Este evento foi promovido pela Syngenta, empresa que refere, em comunicado, que «a degradação dos solos é uma das maiores ameaças à agricultura» e que, na Península Ibérica, os principais problemas com que os agricultores se confrontam são «a escorrência, a compactação e o baixo nível de matéria orgânica».

Nestas jornadas, participou o especialista em solos Julio Roman Vasquez. O investigador da Universidade de Córdova, em Espanha, indicou algumas medidas de conservação do solo: a redução da intensidade de mobilização do solo ou a não mobilização, através da sementeira directa; o uso de pneus de baixa pressão nos tractores e máquinas agrícolas; a instalação de coberturas vegetais na entrelinha das culturas lenhosas (olival, vinha, etc.); a sementeira de margens funcionais nas bordaduras das parcelas e junto das linhas de água. Nas palavras de Julio Roman Vasquez, «estas boas práticas permitem reduzir a erosão (melhoria da estrutura e aumento da fertilidade do solo), mantêm a água no solo (evitando o arrastamento da matéria fértil), conduzem a poupanças de energia (menor necessidade de aplicação de adubos, menos gastos de combustível e menor desgaste das máquinas agrícolas) e contribuem para aumentar a biodiversidade (fauna e flora) na exploração agrícola».

3

Decorreu ainda uma demonstração numa vinha do grupo Bacalhoa – empresa parceira da Syngenta na implementação de medidas de sustentabilidade agrícola –, situada no Poceirão. A demonstração consistiu em, «usando ferramentas simples e baratas», determinar a capacidade de escoamento e de infiltração da água no solo e o teor aproximado de matéria orgânica, bem como num teste comparativo entre um solo mobilizado e um solo com cobertura vegetal – onde «ficou comprovado que o segundo tem maior capacidade de absorção e de retenção da água». Para Julio Roman Vasquez, «é preciso desmistificar a ideia generalizada de que os solos lavrados absorvem e retêm mais água, pois na realidade é o inverso: um solo com cobertura vegetal, mais estruturado, serve de barreira à escorrência da água e dos sedimentos superficiais».

«Estas jornadas foram o início de um conjunto de acções de formação que a Syngenta vai realizar em Portugal sobre boas práticas de conservação do solo, em parceria com a Associação Portuguesa de Mobilização de Conservação do Solo (Aposolo), entidade com a qual temos uma visão comum sobre a importância de preservar os solos», explicou Francisco Garcia Verde, responsável de Sustentabilidade da Syngenta para a Península Ibérica. As duas entidades têm como objectivo «contribuir para aumentar a área de agricultura de conservação em Portugal, atualmente estimada em cerca de 40.000 hectares».

Comente este artigo

O artigo Syngenta realiza evento sobre conservação do solo foi publicado originalmente em ffl revista

Anterior Jorge de Melo e Paula Alves lideram o maior instituto de biotecnologia em Portugal
Próximo Moscatel da Venâncio da Costa Lima distinguido em França

Artigos relacionados

Últimas

Nutriflor lança FunFish, óleo de fígado de bacalhau com sabor a laranja

[Fonte: Agricultura e Mar]

A Nutriflor acaba de lançar o FunFish, com sabor a laranja, um suplemento alimentar à base de óleo de fígado de bacalhau. “Enriquecido com nutrientes que promovem o bem-estar e que contribuem para o normal funcionamento do sistema nervoso, pode ser tomado por toda a família”, […]

Últimas

Syngenta renova parceria com Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes

[Fonte: Agricultura e Mar]

A Syngenta e a Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes (CVRVV) renovaram na passada semana o protocolo de formação existente entre ambas as entidades, que permite aos viticultores da região aprofundar o conhecimento sobre protecção da cultura da vinha e boas práticas de pulverização. […]

Últimas

Instituições de saúde reúnem-se na terça-feira para definirem resposta a longo prazo

[Fonte: Açoriano Oriental]
Na reunião que vai decorrer na terça-feira, às 10:00, na Câmara Municipal de Pedrógão Grande, será feito um diagnóstico “da situação para todas as entidades” com que a ARSC tem colaborado, “no sentido de verificar o apoio que cada uma das unidades nacionais possa dar à […]