Simpósio Internacional de Morango – 1 a 5 de maio – Rimini

Simpósio Internacional de Morango – 1 a 5 de maio – Rimini

O evento dedicado à cadeia de fornecimento de morango, que deve ocorrer na primeira semana de maio, foi adiado para o próximo ano.

Devido ao desenvolvimento da situação de saúde causada pela propagação do vírus COVID-19, o secretariado organizacional AIM Group International decidiu, em acordo com os promotores do Simpósio, adiar o evento para 2021.

Será a 9ª edição do Simpósio Internacional do Morango, que terá lugar em Rimini com data por definir e será organizado pela Università Politecnica delle Marche e pelo Conselho Italiano de Investigação Agrícola e Análise da Economia Agrícola (CREA), em associação com Sociedade Internacional de Ciências Hortícolas (ISHS), foram recentemente finalizados.

Ao longo dos cinco dias do evento serão 15 os oradores que irão discutir quatro tópicos: genética, agronomia, certificação/defesa/fisiologia e saúde humana.

Do ponto de vista genético, Aaron Liston – Professor de Botânica e Patologia Vegetal da Universidade Estadual de Oregon – irá refazer e revisitar a origem do morango octoplóide. Steven J. Knapp – Professor e Diretor do Programa de Cultivo de Morango na Universidade da Califórnia – falará sobre “Estratégias de Criação Tradicionais e Genómicas para Fornecer a Próxima Geração de Cultivares de Morango”. Qing-Hua Gao – Professor Sénior da Academia de Ciências Agrícolas de Xangai – concentrar-se-á em “Interações do morango com a patologia do fungo e novos germoplasmas melhorados com resistência a doenças”. Já Béatrice Denoyes – Investigadora Sénior do Instituto Nacional de Investigação Agrícola de Bordéus – abordará o tema “Reprodução para produção de frutos e plantas filhas”.

A nível agronómico, Yiannis Ampatzidis – Professor do Departamento de Engenharia Agrícola e Biológica da Universidade da Florida, apresentará o tema “Automatização, inteligência artificial e robótica na produção de morangos”. Anita Sønsteby – Professora Investigadora do Instituto Norueguês de Investigação Bioeconómica – irá discutir “Relações de floração e dormência do morango e efeitos da gestão e de um clima em mudança para a produção”. Peter Melis – Investigador do Proefcentrum Hoogstraten na Bélgica – irá considerar como o cultivo moderno em substrato oferece possibilidades para um mínimo de resíduos no morango. Zhang Yuntao – Diretor do Programa de Morangos da Academia de Ciências Florestais e Pomológicas de Pequim e do Repositório Nacional de Germoplasma de Morangos da China, em Pequim, e Presidente da Secção de Morangos da Sociedade Chinesa para a Ciência da Horticultura – irá relatar o grande impacto da 7ª ISS na Investigação e Indústria de Morangos na China.

Os tópicos de certificação de plantas, controlo de pragas e doenças e fisiologia pós-colheita serão discutidos em uma sessão adicional do Simpósio. Em particular, Ioannis Tzanetakis – Professor de Virologia Vegetal na Universidade do Arkansas – introduzirá a “Certificação de plantas de morangueiro no século XXI: da enxertia à bioinformática e mais além”. Juan Carlos Díaz Ricci – Professor Sénior do Conselho Nacional de Pesquisa da Argentina (CONICET) e da Universidade Nacional de Tucumán – discutirá a “Introdução e supressão da resposta de defesa mediada por patógenos fúngicos em plantas de morango”, enquanto Sonia Osorio Algar – Professora da Universidade de Málaga encarregada do laboratório de biotecnologia de frutas – irá concentrar-se na “Análise regulatória em rede da fisiologia pós-colheita de morangos revelada pelo perfil metabólico”.

Por último, os efeitos dos morangos na saúde humana farão igualmente parte de um debate específico a realizar por vários peritos. Stefano Predieri – Chefe do Instituto de Bioeconomia da CNR, Unidade de Pesquisa de Bolonha – falará sobre “O que podemos aprender com a perceção dos consumidores sobre a qualidade do morango? Francisco A. Tomás-Barberán – Professor do Consejo Superior de Investigaciones Científicas de Múrcia – apresentará o “Papel das elagitaninas nos efeitos do morango na saúde humana”. Britt Burton-Freeman – Presidente do Departamento de Ciência de Alimentos e Nutrição do Instituto de Tecnologia de Illinois – focar-se-á em “Morangos e seus metabólitos polifenólicos na glucorregulação e saúde vascular”. Daniele Del Rio – Professor Associado de Nutrição Humana na Universidade de Parma e Chefe da Faculdade de Estudos Avançados de Alimentação e Nutrição da Universidade de Parma – irá finalmente discutir os polifenóis de morango: metabolismo em humanos e possíveis atividades biológicas.

Os perfis completos dos vários oradores e mais informações podem ser encontrados no site do Simpósio.

O artigo foi publicado originalmente em Voz do Campo.

Comente este artigo
Anterior Governo dos Açores vai dar apoio excepcional para compensar prejuízos na floricultura
Próximo Oferta de empregos - Engenheiros Zootécnicos ou Médicos Veterinários - Lisboa

Artigos relacionados

Nacional

Não queremos flores, queremos direitos!

A Greve Feminista é uma proposta do movimento feminista internacional, o qual convoca uma greve de mulheres como forma de protesto perante as situações de precariedade e violência que atravessam as nossas vidas. […]

Eventos

Confagri: Colóquio – Regimes de Apoio aos Pagamentos Diretos – 19 março – Évora

[Fonte: Confagri]
Confagri em Évora para esclarecer agricultores no âmbito dos Regimes de Apoio aos Pagamentos Diretos
A Confagri vai realizar um colóquio no dia 19 de Março, […]

Nacional

PS recomenda adaptação de prazos do regime de habitação dos trabalhadores do Mira

O PS recomendou ao Governo a alteração da resolução que estabelece as condições de habitabilidade dos trabalhadores agrícolas do Mira, para que […]