Silves é a capital da Laranja por mais um dia

Silves é a capital da Laranja por mais um dia

Laranjas, tangerinas, clementinas, limões, sumo, licor ou bolos de (e com) laranja e até uma cerveja artesanal com laranja de Silves. Artesanato, doçaria, vinhos do Algarve, maquinaria e soluções agrícolas, muita música e animação. Estes são os ingredientes principais da 1ª Mostra Silves Capital da Laranja, que termina este domingo.

Depois de a mostra ter sido preenchida com a marcha dos namorados, atividade desportiva que integra o calendário de marcha-corrida do Algarve, a tarde é dedicada à música tradicional com a atuação do Grupo de Cantares “Os Laranjinhas”, e do Grupo Folclórico de São Bartolomeu de Messines.

Mas o grande sucesso do certame é mesmo a cerveja artesanal que usa a laranja de Silves como um dos seus ingredientes principais, e que é produzida no concelho, em Algoz, pelos mestres cervejeiros da «Marafada». Já não há garrafas para vender, mas poderá sempre provar esta nova cerveja, que é leve e com ligeiro sabor ao citrino mais conhecido do Algarve.

Só por esta razão – mas há tantas, tantas mais – já merece a peça passar esta tarde pela Fissul, à beira do Arade, em Silves.

Fotos: Elisabete Rodrigues|Sul Informação

Comente este artigo
Anterior Top articles Les cinq infos de la semaine à ne pas rater
Próximo Acordo UE- Canadá: chegou a carne de bisonte - Lopo de Carvalho

Artigos relacionados

Últimas

CDS-PP propõe apoios aos agricultores para atenuar efeitos da seca

[Fonte: Público]

A falta de chuva e as temperaturas elevadas em Abril fizeram aumentar o índice de seca em Portugal continental

A criação de uma linha de crédito e a isenção da taxa de recursos hídricos são duas das medidas que o CDS-PP propõe para minimizar o impacto da seca na agricultura. […]

Nacional

Medidas de facto justas e eficazes para acudir aos prejuízos dos Incêndios rurais.

A seguir a pergunta feita ao Exmº Senhor Ministro da Agricultura pelo grupo : CNA-Confederação Nacional da Agricultura, a ADACO-Associação Distrital dos Agricultores de Coimbra e a MAAVIM – Movimento Associativo de Apoio ás Vítimas dos Incêndios de Midões. […]

Últimas

Mundo precisa de reduzir 50% do CO2 nos próximos 12 anos

[Fonte: Rádio Renascença]

Doze anos, ou talvez menos. A Humanidade poderá não ter esse tempo para reverter os erros que a conduzem para o pior dos cenários das alterações climáticas. […]