Servagronis. Missão principal é participar de forma eficiente na cadeia de valorização da agricultura

Servagronis. Missão principal é participar de forma eficiente na cadeia de valorização da agricultura

[Fonte: Voz do Campo]

A Servagronis, produtos para a Agricultura, Lda, foi criada em 2017 por João Correia e Miguel Roque com o objetivo de responder às necessidades da agricultura na área dos fatores de produção e em particular dos produtos fitofarmacêuticos.

A experiência e conhecimento dos seus sócios-fundadores relativamente ao mercado português, construídos ao longo das suas carreiras profissionais enquanto destacados colaboradores de multinacionais líderes em Portugal, permitem-lhes uma visão e missão de participar de forma eficiente na cadeia de valorização da nossa agricultura, contribuindo para que a mesma possa evoluir para patamares de sustentabilidade económica, social e ambiental com os níveis de competitividade e sucesso que o nosso país precisa e merece.

Uma estratégia assente em três pilares

A estratégia da jovem empresa assenta em três pilares fundamentais. Em primeiro lugar servir os agricultores com produtos de qualidade, inovadores e competitivos que lhes permita facilitar a missão da produção agrícola para alimentar as populações. Em segundo lugar ser merecedora da confiança dos seus fornecedores e, dizem os responsáveis, para dar conteúdo a este projeto, têm a confiança “da ARYSTA, BAYER/MONSANTO, BELCHIM e FMC que nos honram com a disponibilização de importante parte das suas gamas de produtos, com forte componente de inovação e competitividade para o nosso mercado”, ao que pretendem retribuir com níveis de venda consentâneos com os potenciais dos respetivos produtos. Por fim, mas não menos importante, estabelecer relações de parceria de forma respeitosa, equilibrada e eficiente com os clientes.
“Os nossos parceiros distribuidores, que nos representam em todas as regiões do país, têm sido fundamentais na fileira agrícola e têm uma função que é genericamente subavaliada na nossa realidade socioeconómica. São empresas que investem em pessoas e estruturas operativas afim de fazer chegar ao agricultor os melhores produtos/soluções e aconselhamento técnico, mas com enormes dificuldades em manter a sustentabilidade dos seus negócios. Preparam-se, investem e equipam-se para cumprir com as rigorosas legislações comunitárias do setor, mas depois sofrem de forma contínua e impune de concorrência desleal vinda do exterior”, sustentam os responsáveis pela Servagronis para quem a nossa agricultura precisa de empresas distribuidoras fortes para cumprirem com a sua importante missão. “A Servagronis desenvolve com os seus distribuidores uma política de respeito pelo seu trabalho que também potencie a eficácia do mesmo”.

Para ler na íntegra na Voz do Campo nº 221 (dezembro 2018)

Comente este artigo

O artigo Servagronis. Missão principal é participar de forma eficiente na cadeia de valorização da agricultura foi publicado originalmente em Voz do Campo

Anterior Capoulas Santos defende discriminação positiva nos apoios aos pequenos agricultores
Próximo Governo dos Açores mantém ação proativa na defesa dos interesses da Região na revisão da PAC

Artigos relacionados

Últimas

Pampilhosa da Serra necessita de três milhões para vias municipais e habitações

“Um quarto do concelho [Pampilhosa da Serra] ardeu. Para as vias municipais e habitações afetadas pelo incêndio são necessários três milhões de euros”, garantiu.
O autarca falava à comunicação social no final da reunião de trabalho, hoje realizada em Pedrógão Grande, entre o primeiro-ministro, António Costa, […]

Sugeridas

Balanço da campanha da batata

[Fonte: ffl revista]
O COTHN – Centro Operativo e Tecnológico Hortofrutícola Nacional promove no dia 26 de Novembro uma conferência onde se fará o balanço deste ano da campanha da batata.
Assim, a partir das 10 horas, na Zona Industrial de Riachos, Torres Novas, […]

Nacional

Primeiro Simpósio Vitivinícola do Algarve fala sobre novidades e inovações no setor


O primeiro Simpósio Vitivinícola do Algarve vai realizar-se no dia 11 de Maio, na Escola de Hotelaria e Turismo do Algarve, em Faro.
A iniciativa, promovida pela Comissão Vitivinícola do Algarve (CVA), será dividida em três painéis, ao longo do dia, sobre Viticultura, Enologia e Promoção/Mercados. […]