Seguro de colheitas chega aos Açores. Agricultores pagam apenas 30% do prémio

[Fonte: Agricultura e Mar]

“Hoje é um dia histórico para a agricultura nos Açores. Passados 5 anos do início do PRORURAL+ os seguros de colheita chegam aos Açores”, afirmou o secretário Regional da Agricultura e Florestas, João Ponte, na sessão de apresentação do sistema de seguros de colheita, na ilha de São Miguel.

Ao agricultor cabe apenas suportar 30% do custo do prémio do seguro.

O secretário Regional da Agricultura e Florestas, anunciou hoje, 13 de Maio, que os agricultores dos Açores já podem fazer seguros de colheita para proteger as suas culturas e o seu rendimento dos fenómenos naturais adversos, um “processo que exigiu muita determinação e empenho” do Governo Regional para se tornar real.

Com a Crédito Agrícola Seguros

O governante frisou que aquilo que competia ao Governo Regional e à Crédito Agrícola Seguros (do Grupo Caixa de Crédito Agrícola) “está feito e bem feito”, sendo que agora o desafio está do lado dos agricultores e das organizações de produtores.

João Ponte salientou que o facto de haver nos Açores seguros de colheita permite promover a gestão de risco na agricultura, compensar e minimizar as perdas provocadas por fenómenos climáticos adversos, bem como proteger o rendimento da actividade agrícola.

O secretário Regional da Agricultura e Florestas entendeu, ainda, que desta forma é criada uma boa resposta às alterações climáticas, que significam um maior risco associado à agricultura.

Agricultor paga apenas 30% do prémio

“Para o Governo dos Açores os seguros de colheitas são uma boa medida para os agricultores, pois reduz a exposição a fenómenos naturais adversos”, considerou João Ponte, acrescentando que ao agricultor cabe apenas suportar 30% do custo do prémio do seguro.

Além disso, referiu João Ponte, o seguro de colheitas assegura uma indemnização ao agricultor, cuja actividade seja afectada por fenómenos adversos e que destruam mais de 20% da sua produção.

Apólice testada na Madeira

“O Governo dos Açores considera que é uma boa apólice, que já foi testada na intempérie que afectou a produção de banana na Madeira em 2018”, manifestou o governante, acrescentando que a implementação dos seguros de colheita nos Açores são também “a prova do empenho, determinação e da persistência do Governo Regional em disponibilizar mais um instrumento ao serviço do sector agrícola e dos agricultores”.

Para João Ponte os seguros de colheita, que agora serão implementados pela primeira vez nos Açores, devem ser encarados pelos agricultores não como mais um custo para a sua actividade, mas sim como uma protecção ao seu rendimento.

Agricultura e Mar Actual

Comente este artigo

O artigo Seguro de colheitas chega aos Açores. Agricultores pagam apenas 30% do prémio foi publicado originalmente em Agricultura e Mar.

Anterior O futuro é hoje? Sim, até já há fábricas inteligentes
Próximo Bloco de Esquerda pede ao Governo que declare “estado de urgência climática”

Artigos relacionados

Últimas

IACA entrega rações a produtores afetados pelo fogo

[Fonte: Vida Rural]

A IACA já entregou as primeiras toneladas de rações destinadas a animais pertencentes a pequenos produtores que foram afetados pelos incêndios em Vila de Rei, em Mação e na Sertã. Esta iniciativa dos industriais de alimentos compostos para animais pretende entregar de forma solidária alimentos a cerca de 3000 pequenos ruminantes (ovinos e caprinos) e 100 bovinos que estão em défice nutricional nestas zonas. […]

Últimas

II Congresso Internacional sobre Produção e Utilização de Insetos

[Fonte: Voz do Campo]

Durante dois dias (27 e 28 de junho), a Associação Portuguesa de Engenharia Zootécnica, em parceria com a Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, vai reunir especialistas na área dos insetos no II Congresso Internacional sobre Produção e Utilização de Insetos (INSECTA’2019). […]

Últimas

Pera Rocha com nova campanha publicitária em Paris

[Fonte: Voz do Campo]

A Pera Rocha do Oeste volta a Paris, numa nova campanha publicitária. Esta variedade portuguesa de pera vai estar exposta em 360 outdoors espalhados pela capital francesa, entre 10 e 16 de abril. À semelhança da ação de promoção anterior, […]