Sara Cerdas defende aproveitamento de fundos comunitários para agricultura da Madeira

Sara Cerdas defende aproveitamento de fundos comunitários para agricultura da Madeira

[Fonte: O Jornal Económico]

A candidata da Madeira escolhida para as listas do PS para as eleições europeias, Sara Cerdas, defendeu o aproveitamento dos fundos comunitários com vista ao apoio do sector agrícola da Região.

A socialista referiu que o setor “não seria rentável” para os produtores sem os apoios comunitários tendo em conta que “mais de 60 por cento do valor pago por quilo de banana ao produtor” são provenientes de fundos comunitários.

Sara Cerdas referiu que irá lutar pela defesa da agricultura da Madeira, no parlamento europeu. a candidata do PS às eleições europeias esteve na Madalena do Mar e nos Canhas onde aproveitou para contar com diversos produtores de banana destas freguesias da Madeira.

Comente este artigo

O artigo Sara Cerdas defende aproveitamento de fundos comunitários para agricultura da Madeira foi publicado originalmente em O Jornal Económico.

Anterior Maioria da Comissão da Agricultura do Parlamento Europeu (COMAGRI) cede aos interesses dos grandes latifundiários e do agronegócio
Próximo APED elege Isabel Barros para nova presidente da Direcção

Artigos relacionados

Últimas

Bruxelas aumenta até 25 mil euros ajudas a agricultores sem notificação prévia

[Fonte: Açoriano Oriental]

A Comissão Europeia aumentou, esta sexta-feira, até um máximo de 25 mil euros o valor das ajudas que um Estado-membro pode dar aos agricultores sem necessidade de autorização prévia, medida que entra em vigor em 14 de março. […]

Nacional

Três anos depois, o Alvarinho está bem e recomenda-se

[Fonte: Público]
Há três anos, a região de Monção e Melgaço estava em polvorosa: queriam autorizar a produção de Alvarinho no resto da região dos Vinhos Verdes. Afinal, os medos eram infundados. A autorização está em curso e de 2015 até ao ano passado as vendas do grande branco de Monção e Melgaço subiram 32%. […]

Últimas

Fito-Entrevista a Vítor Hugo Teixeira no âmbito do Fórum Smart Farm 2019.

[Fonte: Anipla – fitoentrevista]
1. Sabemos o que comemos ou estamos cada vez mais confusos devido ao excesso de informação? Quem, na sua opinião, deve ditar as “regras” do que devemos ou não consumir?
Desde o último inquérito alimentar nacional, cada vez sabemos mais e melhor o que os portugueses comem. […]