Sababa investe 16 M€ na produção de cannabis em Campo Maior e cria 50 empregos

[Fonte: Agricultura e Mar]

O projecto de produção de cannabis, para fins medicinais, da farmacêutica Sababa, empresa de capitais canadianos e israelitas, foi apresentado hoje, 30 de Abril, em Campo Maior.

A empresa prevê um investimento de 16 milhões de euros e criar, numa primeira fase, 50 postos de trabalho. O projecto vai arrancar numa área de quatro hectares.

O secretário de Estado da Valorização do Interior, João Paulo Catarino, destacou que o investimento que vai surgir em Campo Maior, no distrito de Portalegre, através da empresa Sababa, é “um privilégio” e um “sinal” para a valorização dos territórios do interior.

Cannabis aprovada em 2018

Recorde-se que a utilização de medicamentos, preparações e substâncias à base de cannabis foi aprovada pelo parlamento em 15 de Junho de 2018, na sequência da apresentação de projectos de lei do Bloco de Esquerda e do partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN).

Após a apresentação da empresa, que projecta instalar uma produção de cannabis para fins medicinais e uma unidade fabril para a produção de medicamentos em Campo Maior, o secretário de Estado afirmou que “mais do que a produção o que interessa realmente ao País é a industrialização e a investigação que se pode fazer à volta desta nova cultura”.

Investigação com Fundação Champalimaud

“É um grupo com uma dimensão internacional e que tem já uma linha de investigação a nível internacional e que, juntando-se aos nossos centros de investigação, aos nossos institutos politécnicos, à Fundação Champalimaud, mostra-nos como é que nós podemos aqui ter uma nova linha de investigação e produção de conhecimento”, sublinhou o governante.

Trabalho conjunto com a autarquia

No decorrer dos últimos meses o Município de Campo Maior, juntamente com a Sababa Sciences INC., tem vindo a trabalhar no sentido da implementação da indústria de cannabis para fins medicinais no concelho, num projecto que prevê a instalação de equipamentos para o cultivo, processamento, extracção, fabrico e investigação nesta área.

A Sababa Sciences Inc. é uma empresa de cannabis canadiana com vasta experiência operacional na indústria de cannabis para fins estritamente medicinais e científicos em Israel, que se centra nas necessidades medicinais dos seus pacientes tendo por base a evidência.

Agricultura biológica

Campo Maior foi seleccionado após uma análise minuciosa a nível de clima, condições fundamentais para o cultivo biológico de carácter medicinal proporcionando colheitas consistentemente controladas, tornando a actividade em Portugal como estratégica para o desenvolvimento global da Sababa Scinces Inc.

As áreas a desenvolver em Campo Maior abrangem o cultivo de cannabis medicinal, o fabrico do medicamento a partir da planta de cannabis, como também a criação de um centro de extracção de óleo, pesquisa e desenvolvimento da planta de cannabis assegurando o desenvolvimento dos avanços científicos e medicinais, colocando Portugal na vanguarda da inovação a nível mundial nesta área de medicina através do desenvolvimento de ensaios clínicos que irão decorrer em vários centros de diversos países.

O cannabis e os canabinóides têm uma longa e comprovada história de investigação medicinal e possuem uma vasta gama de aplicações medicinais, com benefícios comprovados em pacientes diagnosticados com epilepsia, dores crónicas, esclerose múltipla, doença de Parkinson, fibromialgia, doença de autismo, entre outros.

Agricultura e Mar Actual

Comente este artigo

O artigo Sababa investe 16 M€ na produção de cannabis em Campo Maior e cria 50 empregos foi publicado originalmente em Agricultura e Mar

Anterior 6.ª Acção de Demonstração do Grupo Operacional CompetitiveSouthBerries dedicada à framboesa
Próximo Todas las CCAA, excepto tres, amplían el plazo de presentación de las ayudas de la PAC 2019

Artigos relacionados

Nacional

Recenseamento Agrícola em Portugal em 2019

[Fonte: Revista Frutas Legumes e Flores]

Durante o próximo ano, vai ser realizado em Portugal o Recenseamento Agrícola 2019. Esta operação censitária decorre de dez em dez anos, de acordo com a legislação da União Europeia, que obriga todos os Estados-membros a levarem a cabo este procedimento. […]

Nacional

Fenareg propõe estratégia de longo prazo para o regadio em Portugal

[Fonte: Agricultura e Mar]
Os regantes portugueses, representados pela Fenareg — Federação Nacional de Regantes de Portugal, apontam caminhos orientadores das políticas públicas de regadio até 2050, e propõem acções para modernizar o regadio em Portugal, estimando que será necessário investir 1.700 milhões de euros no período 2021-2027. […]

Últimas

Número de mortos nos incêndios aumenta para 36

O número de mortes ocorridas devido aos incêndios florestais que lavram no país desde domingo aumentou para 36, segundo a Autoridade Nacional de Proteção Civil.

Comente este artigo
#wpdevar_comment_6 span,#wpdevar_comment_6 iframe{width:100% !important;} […]