Risco de incêndio volta a aumentar até quarta-feira

O “tempo quente e seco”, previsto para a próxima semana, oferece as “condições favoráveis à ocorrência e propagação de incêndios florestais”, alertou hoje a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC). Também o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) alerta que o risco de incêndio volta a aumentar a partir de hoje e permanecerá até, pelo menos, até quarta-feira, devido à previsão de tempo seco e subida de temperatura.

Comente este artigo
Anterior Parlamento Europeu volta a debater incêndios em Portugal na sessão plenária
Próximo Melhoria da ligação entre o Agricultor e o Organismo IFAP, a simplificação de processos que falta - João Rodrigues

Artigos relacionados

Últimas

Incêndios: Observatório defende estudo para resolver problema das queimadas

[Fonte: SAPO 24]
As queimas e as queimadas continuaram entre as principais causas dos incêndios registados no primeiro semestre do ano, alerta o Observatório Técnico Independente, defendendo que se estudem mais estas situações para que sejam resolvidas.

O Observatório Técnico Independente (OTI) criado pelo parlamento para avaliar os incêndios rurais entregou hoje na Assembleia da República o primeiro relatório de atividades referente ao período em que entrou em funcionamento, […]

Nacional

Gigante da canábis acelera expansão europeia a partir de Cantanhede

[Fonte: Jornal de Negócios] A Tilray contratou mais quadros para a sua operação na Europa de forma a acelerar a expansão cujo epicentro está em Portugal.

A gigante da canábis com base no Canadá, a Tilray, anunciou esta sexta-feira, 5 de julho, […]

Comunicados

CNA e movimento de Coimbra e Midões manifestam-se contra insuficiência de medidas aos incêndios

[Fonte: CNA]
Medidas de facto justas e eficazes para acudir aos prejuízos dos Incêndios rurais.
Os afetados com os incêndios entre Julho e  Outubro de 2017 consideram insuficientes e mesmo desadequadas as medidas  de apoio  (umas avançadas  e outras   anunciadas) pelo  Governo, tendo em conta os avultados prejuízos sofridos pelas populações e pelos agricultores em especial. […]