Respostas Rápidas: Para que servem os aviões que vão custar ao Governo 827 milhões de euros?

Respostas Rápidas: Para que servem os aviões que vão custar ao Governo 827 milhões de euros?

[Fonte: O Jornal Económico]

Para que servem os cinco KC-390?

Estes aviões vão servir para transportar pessoal e mercadorias, mas também para operações de busca e salvamento, reabastecimento em voo ou combate a incêndios florestais. Os cinco aviões vão substituir a frota de Hercules C-130, que contam com 40 anos de idade e já estão no seu limite de idade.

Quando chegam os aviões a Portugal?

De acordo com o Ministro da Defesa, João Gomes Cravinho, os aviões começam a chegar a partir de fevereiro de 2023, a um ritmo de um por ano até 2027.

O que está incluído nos 827 milhões de euros gastos pelo Governo?

O valor da aquisição dos KC-390 já inclui o simulador de voo, necessário para os pilotos se habituarem a pilotar esta aeronave, e também os contratos de manutenção durante 12 anos.

Como justifica o Governo a compra destes aviões?

O ministro da Defesa elogiou as “características inovadoras” do avião da Embraer com um “alcance intercontinental”. Os novos aviões respondem às “necessidades permanentes do país”.

Quais as características dos KC-390?

Apesar de ter apenas dois motores, este modelo atinge performances semelhantes à de aviões semelhantes com quatro motores.

Comente este artigo

O artigo Respostas Rápidas: Para que servem os aviões que vão custar ao Governo 827 milhões de euros? foi publicado originalmente em O Jornal Económico.

Anterior III Colóquio Hortofrutícola Faceco a 19 de Julho
Próximo Rio Guadiana navegável entre Alentejo e Algarve. Projeto vai custar seis milhões

Artigos relacionados

Últimas

Governo disponibiliza 5,5 milhões para apoiar empresas do setor florestal

[Fonte: Gazeta Rural]
O Governo disponibilizou hoje 5,5 milhões de euros para apoiar investimentos em tecnologia de colheita, […]

Nacional

Brasileiros compram mais vinho no comércio grossista

[Fonte: Vida Rural]

Um fenómeno de consumo está a marcar a tendência nos últimos anos no mercado de vinho no Brasil. […]

Últimas

O planeta e o roteiro para a neutralidade humana

[Fonte: Público]

O Secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, fala dos perigos sem precedentes causados pela actividade humana e da necessidade imperiosa de os líderes mundiais ouvirem o que os cientistas andam a dizer há […]