Quercus alerta para perigo das espécies invasoras

[Fonte: Açoriano Oriental]

As acácias australianas, principalmente a acácia-mimosa ou mimosa (Acácia dealbata) e a acácia-de-espigas (Acacia longifolia) ocupam já milhares de hectares em Portugal e são uma séria ameaça em diversas áreas protegidas”, como o Parque Nacional da Peneda-Gerês e a Reserva Natural das Dunas de S. Jacinto, refere um comunicado dos ambientalistas.

A chamada de atenção, a propósito do Dia Internacional das Florestas, que se assinala na terça-feira, realça que “o único parque nacional português está a perder a guerra contra as árvores invasoras de origem australiana” que deixam nos solos milhões de sementes por hectare e se mantêm viáveis durante décadas, prontas a germinar em qualquer altura, em especial após os incêndios.

A mimosa é uma das invasoras, ou exóticas, mais preocupantes em todo o mundo, especialmente em Portugal, salienta a Quercus, acrescentando que esta espécie ocupa mais de 1.000 hectares no Parque Nacional da Peneda-Gerês, uma área que poderá ser maior, pois não há medições atualizadas.

“Para evitar danos ainda mais sérios na biodiversidade do Parque da Peneda-Gerês, é necessária a erradicação de novos focos de invasão e, acima de tudo, o controlo ou eliminação das populações de invasoras já estabelecidas”, insiste a associação de defesa do ambiente.

Assim, pede ao Estado que aumente o investimento financeiro para combater o domínio das espécies exóticas, já que, “atualmente, o investimento no controlo das invasoras lenhosas nas áreas protegidas é quase nulo”.

Defende igualmente uma aposta na educação e sensibilização e a criação de instrumentos legais que impeçam a proliferação destas espécies, que produzem muito material combustível, contribuindo para os incêndios florestais.

Por outro lado, o fogo estimula a germinação das sementes desta espécie que, depois de um incêndio, “invade rapidamente as áreas ardidas”, segundo os ambientalistas.

O artigo Quercus alerta para perigo das espécies invasoras foi publicado originalmente em Açoriano Oriental

Anterior Setor do financiamento especializado continua a apoiar comerciantes
Próximo Les drones au service de l'agriculture en Creuse

Artigos relacionados

Últimas

Comissão Técnica do Pão Tradicional da Madeira reúne-se pela primeira vez

[Fonte: Agricultura e Mar]
A 1.ª reunião da Comissão Técnica do Pão Tradicional da Madeira (a CTPão) vai decorrer no próximo dia 21 de Fevereiro, pelas 15 horas, cuja abertura será presidida pelo secretário Regional de Agricultura e Pescas madeirense.
A CTPão é um órgão consultivo da Secretaria Regional de Agricultura e Pescas criado em Setembro de 2016, […]

Nacional

Britânicos já estão fora da União Europeia

[Fonte: Jornal económico]

A União Europeia tem em mãos mais um problema a que deverá dar uma resposta o mais rapidamente possível: a nova investida da diplomacia britânica, que, sem que nada o tivesse antecipado, tem uma agenda em execução. E com elevado grau de rapidez, […]

Últimas

Prémio Produto Inovação COTEC-ANI tem candidaturas abertas até 20 de Março

[Fonte: Agricultura e Mar]
O “Prémio Produto Inovação COTEC-ANI” visa distinguir produtos inovadores ou famílias de produtos dirigidos a mercados globais e desenvolvidos por empresas que operem em Portugal, em resultado da sua actividade consistente e continuada de inovação empresarial. As candidaturas estão abertas até […]