Projecto Winetwork leva 3 anos de estudo das doenças da vinha a Vila Real

Projecto Winetwork leva 3 anos de estudo das doenças da vinha a Vila Real

[Fonte: Agricultura e Mar]

O projecto Winetwork, formado por onze parceiros de sete países europeus, promoveu durante três anos o intercâmbio de conhecimento sobre duas importantes doenças da vinha: as doenças do lenho e a flavescência dourada (FD). É agora o tempo deste projecto europeu colaborativo, financiado pelo Horizonte 2020, dinamizado em Portugal pela ADVID — Associação Desenvolvimento da Viticultura Duriense, apresentar e discutir os resultados recolhidos no projecto junto do sector vitivinícola.

Assim, no próximo dia 23 de Outubro, realiza-se o workshop “Plataforma de conhecimento Winetwork”. O evento tem lugar no Régia-Douro Park, em Vila Real, e vai apresentar as várias ferramentas de disseminação produzidas e que irão ser disponibilizadas oportunamente, no Repositório de Conhecimento, criado para o efeito. O evento, com organização da ADVID, conta com a colaboração da DRAP Norte — Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Norte.

Transferência de conhecimento inovador

Saliente-se que o Winetwork visa o intercâmbio e a transferência de conhecimento inovador entre regiões vitícolas europeias, no sentido de fomentar a produtividade e a sustentabilidade do sector vitícola.

O evento conta com tradução simultânea português-francês-português.

A ADVID informa ainda que as inscrições na sessão prática de campo, que faz parte do workshop, a decorrer nos Vinhos Verdes, já se encontram encerradas. No entanto, poderá ainda fazer a sua inscrição para a manhã do Workshop, aqui ou através do email advid@advid.pt.

Pode ver o programa do workshop aqui.

O projecto

As doenças do lenho e a flavescência dourada são bem conhecidas tendo vindo a ganhar importância em diferentes países europeus, pelo impacto económico que têm no sector vitivinícola europeu. Pelo facto de muitos viticultores estarem a testar abordagens inovadoras e sustentáveis na luta contra estas doenças, é importante promover a partilha dessas experiências entre os vários países europeus.

O projecto Winetwork baseia-se numa abordagem que assenta na interacção entre uma rede de agentes facilitadores, grupos técnicos de trabalho regionais e dois grupos científicos de trabalho europeus. Esta abordagem participativa permitirá a transferência de resultados científicos e do conhecimento prático para ferramentas de divulgação adaptadas aos utilizadores finais.

Segundo os participantes no projecto, esta rede irá potenciar interacções entre cientistas e profissionais para promover a recolha e a partilha de experiências e de conhecimento entre os diferentes actores das principais regiões europeias produtoras de vinho. O projecto pretende também identificar os temas mais relevantes a serem explorados após o seu término, oferecendo importantes oportunidades de replicação e de sustentabilidade desta rede de conhecimento.

Agricultura e Mar Actual

Comente este artigo

Receba este artigo na Newsletter do Agroportal

Aceito a Política de Proteção de Dados e dou o respetivo Consentimento para a recolha e tratamento de dados pessoais.

O artigo Projecto Winetwork leva 3 anos de estudo das doenças da vinha a Vila Real foi publicado originalmente em Agricultura e Mar

Anterior Ministério da Agricultura lança plataforma electrónica contra desperdício alimentar
Próximo Produtores de castanha de Bragança falam em calamidade e pedem ajuda ao Governo

Artigos relacionados

Nacional

A floresta é um ecossistema complexo e generoso

[Fonte: Público]

Para a maioria dos portugueses, a floresta resume-se cada vez mais ao drama repetido dos incêndios a que assistimos no verão, e que passámos a temer pela proximidade e sobretudo pela magnitude. Findo este período e desligados os holofotes da imprensa, […]

Sugeridas

Pedido Único recebeu mais de 181 mil candidaturas na campanha de 2017

[Fonte: Agricultura e Mar]
As candidaturas ao Pedido Único na campanha de 2017, no continente e Região Autónoma da Madeira, ascenderam a 181.157, um crescimento de 0,46% relativamente a 2016. Os pedidos para manutenção da actividade agrícola, no continente, lideraram as candidaturas (122.821), […]

Dossiers

UE renova aprovação da substância activa forclorfenurão em fitofarmacêuticos

[Fonte: Agricultura e Mar]

A Comissão Europeia acaba de renovar a aprovação da substância activa forclorfenurão na composição dos produtos fitofarmacêuticos.
Segundo o Regulamento de Execução 2018/679 da Comissão, de 3 de Maio de 2018, a aprovação da substância activa forclorfenurão, tal como estabelecida na parte A do anexo do Regulamento de Execução (UE) n.o 540/2011, […]