Produção de anona na Madeira sofreu quebra de 85 toneladas em 2016 

Produção de anona na Madeira sofreu quebra de 85 toneladas em 2016 

[Fonte: Gazeta Rural]

Cerca de 400 agricultores participaram este fim-de-semana na Festa da Anona, certame que decorreu na freguesia do Faial, norte da ilha da Madeira, numa época em que a produção do fruto sofreu uma quebra de 85 toneladas.

Dados fornecidos à agência Lusa pela Direcção Regional de Agricultura indicam que a produção em 2016 situou-se em 1.015 toneladas, menos 85 do que em 2015, o que ficou a dever-se a «condições climatéricas adversas».

O cultivo da anoneira na Região Autónoma da Madeira ocupa, actualmente, uma área de 118 hectares, sendo que a grande maioria dos pomares está localizada nos concelhos de Santana, município a que pertence a freguesia do Faial, Machico, Santa Cruz e Funchal.

Entre 2015 e 2016, o número de agricultores que se dedica ao cultivo da anoneira manteve-se em 1.127, mas o número de inscrições para participar na XXVI Festa da Anona aumentou em cerca de 30.

A Direcção Regional de Agricultura salienta, por outro lado, que, em termos de preço, a média da cotação mais frequente registada no mercado grossista regional em 2016 passou de 0,99 Euro/kg para 1,10 euro o quilo, mais 11 por cento.

Em 2016, o valor gerado pela produção de anona situou-se em 1.1 milhões de euros. Em termos de exportação, a Madeira mandou para o continente português cerca de 40 toneladas desta fruta, mais três toneladas do que em 2015.

A “Anona da Madeira” é uma Denominação de Origem Protegida desde 2000, data a partir da qual passou a estar protegida em todo o espaço da União Europeia contra qualquer «usurpação, imitação ou evocação».

A anoneira é cultivada na Madeira desde os primórdios da colonização, embora a mais antiga referência escrita conhecida date de 1845, e desde logo adaptou-se muito bem à ilha, devido à existência de condições próximas às da área geográfica da sua origem, que é a Cordilheira dos Andes, na América do Sul.

Em 2016, a Direcção Regional de Agricultura apoiou os produtores de anona com a realização de podas e de enxertias, abrangendo um total de 266 explorações agrícolas.

Fonte: Sapo.pt

Comente este artigo

O artigo Produção de anona na Madeira sofreu quebra de 85 toneladas em 2016  foi publicado originalmente em Gazeta Rural

Anterior Los vinos de Dcoop-Baco vuelven a ser ganadores de los premios DO La Mancha
Próximo Farmers hit by Wellgrain merchant administration

Artigos relacionados

Últimas

Capoulas garante: levantamento dos prejuízos dos agricultores do Algarve feito até sexta

[Fonte: Agricultura e Mar]

O ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, assegurou aos deputados da Comissão de Agricultura e Mar que “o processo de levantamento dos prejuízos sofridos pelos agricultores na região do Algarve devido ao mau tempo, e a respectiva delimitação geográfica, […]

Nacional

Douro Internacional já tem equipa cinotécnica de deteção de venenos

[Fonte: Agricultura e Mar]
Os dois binómios cinotécnicos especializados na detecção de venenos criados juntamente com o coordenador (com dois cães pastores Belga Mallinois e um cão pastor Alemão), em conjunto com militares do Serviço de Protecção da Natureza e Ambiente (SEPNA) irão intervir nas Zona de Protecção Especial (ZPE) do Douro Internacional e Vale do Rio Águeda. […]

Nacional

Capoulas diz que consenso na Reforma da Floresta é essencial, mas eucalipto está a atrasar

[Fonte: Agricultura e Mar]
O ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, afirmou hoje, 12 de Julho, que “mais importante do que o calendário [de aprovação pelo Parlamento da reforma da floresta] é o consenso a que se chegue”. A sessão legislativa termina no dia 19 de Julho. […]