Presidente da CAP critica falta de interesse dos políticos pela agricultura

Presidente da CAP critica falta de interesse dos políticos pela agricultura

[Fonte: Gazeta Rural]

O presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) criticou a falta de interesse pelo setor por parte dos deputados no parlamento nacional e europeu, exigindo saber quem serão os responsáveis políticos pela área, em ano de europeias.

Eduardo Oliveira e Sousa, falava aos jornalistas no Palácio de Belém, em Lisboa, após ter reunido com o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, a quem transmitiu várias preocupações sobre o setor agrícola.

Segundo o presidente da CAP, na reunião com o chefe de Estado, foram abordados assuntos “fortes na agenda do setor agrícola em Portugal”, como “a questão da floresta, muita injustiça envolta do tratamento dos proprietários florestais, medidas que estão a ser equacionadas no âmbito das alterações climáticas, da água”, entre outras.

O dirigente associativo afirmou que houve ainda uma “questão institucional” discutida durante o encontro com Marcelo que tem a ver com o facto de “num ano de eleições europeias” haver “uma enorme falta de saber quem são os interlocutores ao nível do parlamento em Portugal e na União Europeia que vão fazer a ligação e a defesa do setor agrícola”.

“Quem são os deputados dos diferentes partidos que vão tomar a seu cargo a defesa da agricultura, da floresta, do mundo rural português”, questionou Eduardo Oliveira de Sousa, acrescentando que este foi o assunto debatido “com mais veemência com o senhor presidente”.

“Vai haver eleições europeias e nós precisamos de saber quem são as pessoas que vão assumir o papel de defesa do setor agrícola na Europa num ano em que o ‘Brexit’ pode perturbar a forma como vive a Europa, num ano em que se negoceia o novo quadro comunitário, uma nova política agrícola toda essa arquitetura tem de ter especialistas, pessoas muito focadas na defesa da particularidade do setor agrícola em Portugal”, reforçou Oliveira e Sousa.

Apesar de ter sublinhado que a reunião não foi de críticas ao Governo, o presidente da CAP voltou a acusar o Governo de dar “tratamento profundamente errado” à questão da floresta, com “legislação desadequada e análise deturpada” e também à estratégia sobre a água, nomeadamente medidas para enfrentar as alterações climáticas.

Fonte: Sapo.pt

Comente este artigo

O artigo Presidente da CAP critica falta de interesse dos políticos pela agricultura foi publicado originalmente em Gazeta Rural

Anterior Governo aprovou integração de 345 trabalhadores precários dos fundos europeus
Próximo Feira do Fumeiro de Vinhais espera 80 mil visitantes

Artigos relacionados

Últimas

Ministério da Agricultura anuncia pagamento de 50 milhões de euros

[Fonte: Vida Rural]
01O pagamento é executado através do IFAP  e é constituído por uma componente FEAGA (Fundo Europeu de Garantia Agrícola), no montante global de 6,5 milhões de euros, e por uma componente FEADER (Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural), […]

Nacional

Parlamento aprova alterações à Lei de Bases da política de solos

[Fonte: Diário de Notícias]
A Assembleia da República aprovou, por unanimidade e em votação final global, alterações à Lei de Bases da política pública de solos, de ordenamento do território e urbanismo.
A proposta de lei do Governo já tinha sido aprovada na generalidade no parlamento a 07 de julho, […]

Últimas

Agromais faz 30 anos

Um exemplo na organização da produção agrícola nacional
No âmbito das comemorações dos 30 anos da AGROMAIS, teremos a oportunidade de juntar muitas das personalidades e parceiros que marcaram o crescimento da nossa organização ao longos destas três décadas.
Foi um percurso muito marcante para a região e que permitiu criar uma estrutura que é, […]