'Plano Juncker' passa a abranger setores como floresta, pesca e agricultura

'Plano Juncker' passa a abranger setores como floresta, pesca e agricultura

[Fonte: Correio da Manhã]

O Parlamento Europeu (PE), a Comissão Europeia e o Conselho da UE chegaram a acordo para que o Fundo Europeu para Investimentos Estratégicos (FEIE 2.0) abranja novos setores, como a floresta, a pesca e a agricultura, foi hoje anunciado.

O acordo final para o FEIE 2.0, conhecido como ‘Plano Juncker’, foi conseguido após sete rondas negociais e foi alargado a novos setores, nomeadamente, agricultura, floresta, aquacultura, pesca e à área social.

O relator do PE para o FEIE 2.0, José Manuel Fernandes, disse, em comunicado, que Portugal, que agora tem um acesso mais facilitado ao novo fundo, “tem a obrigação de avançar com plataformas de investimento, por exemplo, para a regeneração urbana, investimentos na área do turismo, floresta, área social e ambiente”.

Comente este artigo

O artigo 'Plano Juncker' passa a abranger setores como floresta, pesca e agricultura foi publicado originalmente em Correio da Manhã

Anterior Etats généraux de l'alimentation L'AGPM oscille entre espoirs et inquiétudes
Próximo Polícia brasileira faz buscas na casa do ministro da Agricultura

Artigos relacionados

Últimas

Prémio para incentivar negócios nos sectores agrícola, agroindustrial e florestal

[Fonte: Jornal económico]

O Prémio Empreendedorismo e Inovação Crédito Agrícola 2017 foi apresentado na AGRO, a maior feira do setor primário do Norte do país.

A edição de 2017 do prémio, que resulta de uma parceria entre a Caixa de Crédito Agrícola e a INOVISA, […]

Nacional

Ardeu mais de 95% da floresta do concelho de Pedrógão Grande

[Fonte: Gazeta Rural]

Compartilhar no Facebook
Tweet


O presidente da Câmara de Pedrógão Grande, Valdemar Antunes, disse hoje à agência Lusa que 95% da floresta ardeu e que, ao nível de infraestruturas, o concelho está “a zero”.
“Não há […]

Últimas

Técnicos dizem que conservação de vestígios romanos de Balsa é compatível com agricultura

[Fonte: Observador]

A equipa de arqueologia responsável pelos trabalhos de diagnóstico na zona onde se supõe estarem vestígios da cidade romana de Balsa, na Luz de Tavira, no distrito de Faro, considera possível salvaguardar o património e fazer exploração agrícola.
Na Quinta da Torre D’Aires, […]