Pintar a dívida de “verde” para ajudar a salvar o planeta

Pintar a dívida de “verde” para ajudar a salvar o planeta

[Fonte: O Jornal Económico]

“Isto é o tema, lá fora, literalmente”. Carlos Almeida, diretor de investimentos do Banco Best, não poupa entusiasmo sobre a crescente importância das obrigações verdes (green bonds, em inglês) no mercado internacional de dívida. “É mais do que uma moda, é uma tendência, com várias forças, de vertente regulatória, de imposição dos próprios investidores, que na hora de investir, querem assegurar a sustentabilidade”.

O gestor sublinha que esse tipo de emissões de dívida, destinadas a financiar projetos sustentáveis da perspetiva ambiental, vai crescer de forma significativa nos próximos anos. Portugal não vai ficar de fora e duas cotadas do PSI 20 já deram os primeiros passos nos últimos meses. Antes de satisfazer o crescente apetite dos investidores por este tipo de obrigações, as empresas têm, no entanto, de preparar o terreno.

A produtora de pasta e papel Altri em fevereiro tornou-se na segunda empresa portuguesa a emitir uma green bond, a 10 anos e no valor de 50 milhões euros para financiar a construção de uma central termoelétrica a biomassa na Figueira da Foz. Miguel Valente, diretor de mercado de capitais e gestão de risco da empresa, recordou que a emissão de obrigações não é terreno novo para a Altri, que tem atualmente 12 linhas ativas, mas a mais recente foi especial.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

Comente este artigo

O artigo Pintar a dívida de “verde” para ajudar a salvar o planeta foi publicado originalmente em O Jornal Económico.

Anterior “Alterações Climáticas e Agricultura”
Próximo Ermelinda Produtor Europeu do ano 2019

Artigos relacionados

Últimas

PortugalFoods lança Radar de Mercados Internacionais para reforçar exportações

[Fonte: Agricultura e Mar]
A PortugalFoods, entidade agregadora do ecossistema agro-alimentar nacional, vai lançar, no dia 26 de Setembro, […]

Nacional

Investimento atinge os 327 milhões de euros. Apoio financeiro para reabilitação chega aos 100 contratos

[Fonte: ECO – fundos comunitários]
Desde janeiro que todas as semanas são assinados dois contratos para a reabilitação e revitalização de edifícios nas cidades portuguesas. […]

Nacional

Regantes defendem que produtividade económica da água deve ser prioridade nos futuros apoios da PAC

[Fonte: Voz do Campo]

Num momento em que se discute o futuro da Política Agrícola Comum (PAC) e se aproximam as eleições para o Parlamento Europeu, […]