Organizações agrárias espanholas juntam-se em prol de uma PAC “mais justa”

Organizações agrárias espanholas juntam-se em prol de uma PAC “mais justa”

[Fonte: Vida Rural]

As organizações profissionais agrárias espanholas UPA, COAG e ASAJA e as Cooperativas Agroalimentares de Espanha decidiram unir-se para reclamar uma PAC “mais justa”. Num documento conjunto, que já foi subscrito pelo Ministério da Agricultura espanhol, estas organizações sublinham a importância de “uma voz única” para criar uma PAC “mais forte”.

De acordo com as organizações, “uma PAC forte e comum” é “o melhor instrumento para conseguir a sustentabilidade das exportações e garantir o futuro dos nossos produtores e a única maneira de cumprir as aspirações que foram definidas pela sociedade espanhola e europeia”.

As organizações dizem também que “desmantelar a PAC o renacionalizá-la teria consequências imprevisíveis para a delicada economia agrária, para as zonas rurais e para o meio ambiente e poria em perigo o valor acrescentado que um mercado único tem”.

Neste pacto conjunto, as organizações profissionais agrárias espanholas pedem que a sociedade e as instituições públicas e políticas se juntem a esta causa e que “defendam uma PAC comum e financiada adequadamente”.

“Renunciar à PAC é renunciar a uma parte fundamental da realidade e da história da União Europeia. Debilitar a única política realmente integrada na União Europeia não é construir mais Europa, mas sim optar por decisões e medidas cosméticas que não servirão para enfrentar os importantes desafios que temos em frente”, acrescentam.

O pacto das organizações espanholas é uma crítica às primeiras propostas da Comissão Europeia para a nova PAC, que preveem cortes de 4,5% no financiamento desta medida, nomeadamente para o desenvolvimento rural, no qual está previsto um corte de 16,5%, e nos pagamentos diretos, que deverão sofrer um corte de 3,9%.

Portugal também já se manifestou contra os cortes propostos por Bruxelas. Em junho, o ministro da Agricultura, Capoulas Santos, chegou inclusive a pedir ao Governo e aos eurodeputados que se unissem à oposição para reclamar os cortes propostos para a PAC.

“Estamos totalmente contra o facto de, no segundo pilar da PAC [que financia o desenvolvimento rural], se ter aplicado um corte igual de 15% para todos os Estados-membros”, defendeu o ministro.

Comente este artigo

O artigo Organizações agrárias espanholas juntam-se em prol de uma PAC “mais justa” foi publicado originalmente em Vida Rural

Anterior Aicep abre inscrições para programa de internacionalização Export Advance
Próximo Serpa. III Feira do Enchido e do Presunto. Marcar na agenda: 27 a 29 de Julho

Artigos relacionados

Nacional

Carne de bovino nacional já pode ser exportada para a Arábia Saudita

[Fonte: Vida Rural]
O Ministério da Agricultura revelou esta quinta-feira (7 de dezembro) que o mercado da Arábia Saudita está agora aberto para a carne de bovino nacional.
Numa nota enviada às redações, o gabinete do ministro da Agricultura revela que “o Reino da Arábia Saudita comunicou esta decisão às autoridades portuguesas na sequência das negociações que tiveram lugar no âmbito da Reunião da Comissão Mista Portugal-Arábia Saudita, […]

Últimas

Cimeira do vinho volta a Portugal no próximo ano, após 1ª edição quase esgotada

Lisboa, 04 jul (Lusa) — A edição inaugural da Wine Summit Cascais contabilizou 464 participantes, de uma lotação limitada a 500, revelou hoje a organização, que agendou a 2.ª edição para 20 a 22 de junho de 2018.

Comente este artigo […]

Nacional

Harald Hafner na 8ª edição do Curso Geral de Apicultura da Ecoaldeia de Janas

[Fonte: Agricultura e Mar]
As inscrições para a 8ª edição do Curso Geral de Apicultura, a realizar-se entre Abril e Junho, ma Ecoaldeia de janas já estão abertas. Trata-se de um curso de 3 meses, 3 módulos e workshops complementares, com uma componente prática séria e metódica. […]