Montalegre faz sessões de esclarecimento de combate à vespa velutina – 26, 27 e 28 de agosto

Montalegre faz sessões de esclarecimento de combate à vespa velutina – 26, 27 e 28 de agosto

A Câmara de Montalegre, através do Gabinete Técnico Florestal (GTF), promove três sessões de esclarecimento que visam combater a denominada Vespa Velutina, mais conhecida por “vespa asiática”. As sessões estão abertas a toda a comunidade. As acções, coordenadas pelo técnico José Luís Tavares, decorrem em Fafião (26 de Agosto, no Ecomuseu de Barroso – Vezeira […]

A Câmara de Montalegre, através do Gabinete Técnico Florestal (GTF), promove três sessões de esclarecimento que visam combater a denominada Vespa Velutina, mais conhecida por “vespa asiática”. As sessões estão abertas a toda a comunidade.

As acções, coordenadas pelo técnico José Luís Tavares, decorrem em Fafião (26 de Agosto, no Ecomuseu de Barroso – Vezeira e a Serra), Salto (27 de Agosto, no Ecomuseu de Barroso – Casa do Capitão) e Montalegre (28 de Agosto, no Salão dos Paços do Concelho).

O artigo foi publicado originalmente em O Jornal Económico.

Comente este artigo
Anterior António Costa diz que o país tem “uma grande dívida para com o interior”
Próximo CDS quer actualização do Plano de Contingência para controlo da Xylella fastidiosa

Artigos relacionados

Eventos

Encontro internacional sobre fitossanidade, organizado pela AESaVe e Phytoma em Espanha – 1 e 2 de abril

A Reitoria da Universidade de Córdoba (UCO) sediará nos dias 1 e 2 de abril a reunião de 2020, Ano Internacional da Fitossanidade […]

Nacional

AlgaEnergy desenvolve projecto de I+D+i com a Universidade de Cádiz

A empresa espanhola AlgaEnergy e a Universidade de Cádiz, também de Espanha, têm em curso um projecto para «desenvolver técnicas de […]

Nacional

Governo desvaloriza ‘polémica’ em relação à redução de bovinos

Em dezembro de 2018, João Pedro Matos Fernandes, ministro do Ambiente, deu uma entrevista ao jornal Público em que defendia a necessidade de redução da produção de bovinos entre 25% a 50% para atingir a neutralidade carbónica em 2050. […]