Ministro do Ambiente: “É importante que Portugal tenha mais de 100 centrais a biomassa”

Ministro do Ambiente: “É importante que Portugal tenha mais de 100 centrais a biomassa”

[Fonte: O Jornal Económico]

Depois de o Governo ter tomado a decisão sobre a data limite de funcionamento da central termoelétrica do Pego – que deixará de utilizar carvão depois de 2021 – e sobre a sua eventual reconversão para poder utilizar fontes de energia renováveis, o ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Matos Fernandes, em entrevista ao Jornal Económico – realizada em Lisboa, na abertura da 27ª Conferência e Exibição Europeia da Biomassa EUBCE 2019 – considera que “é mesmo importante” que Portugal tenha “mais de uma centena de pequenas centrais de biomassa, extraordinariamente eficientes, que vão servir para produzir calor para aquecer piscinas, pavilhões gimnodesportivos, ou até bairros pelo país fora”.

Na abertura da conferência, Matos Fernandes referiu que, na sequência de um pedido feito pelo Governo português, a 8 de janeiro de 2018, a Comissão Europeia aprovou um sistema de ajudas estatais que apoia a criação de infraestruturas para unidades de biomassa localizadas na proximidade de áreas florestais consideradas críticas ao nível de riscos de incêndio.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em O Jornal Económico.

Anterior Grupo que vai simplificar candidaturas de I&D do Portugal 2020 já está operacional
Próximo Projecto prepara “casas” de lince-ibérico em Portugal e Espanha

Artigos relacionados

Últimas

APP Portugal promove debate sobre inovação na exportação nacional

O papel da inovação na logística foi o mote para a I Inovation Lab Talks, sob o tema Maritime Logistics Innovation – […]

Últimas

Governo desvaloriza ‘polémica’ em relação à redução de bovinos

Em dezembro de 2018, João Pedro Matos Fernandes, ministro do Ambiente, deu uma entrevista ao jornal Público em que defendia a necessidade de redução da produção de bovinos entre 25% a 50% para atingir a neutralidade carbónica em 2050. […]

Últimas

Seminário sobre a Alfarroba – 22 de janeiro – Loulé

O CNCFS – Centro Nacional de Competências dos Frutos Secos vai organizar um Seminário sobre a Alfarroba, que […]